Silk Way Rally 2017: Duas triplas em duas etapas para a Peugeot...

Silk Way Rally 2017: Duas triplas em duas etapas para a Peugeot Sport

Após ter monopolizado o pódio na 1ª Etapa do Silk Way Rally 2017, com uma vitória na estreia do novo Peugeot 3008DKR Maxi, a Peugeot voltou a assinar uma nova tripla no final da 2ª Especial disputada em solo russo

74

Peugeot Sport - Silk Way Rally 2017Após ter monopolizado o pódio na 1ª Etapa do Silk Way Rally 2017, com uma vitória na estreia do novo Peugeot 3008DKR Maxi, a Peugeot voltou a assinar uma nova tripla no final da segunda Especial disputada em solo russo. Com esse resultado, a Peugeot reforçou as suas posições nos três primeiros lugares da Classificação Geral, alargando o fosso para os seus adversários.

No primeiro dia de competição foi Sébastien Loeb quem alcançou o melhor tempo do dia com o novo 3008DKR Maxi, cumprindo a primeira Especial cronometrada de 61 km, disputada em terreno lamacento e muito complicado, batendo os seus colegas Stéphane Peterhansel e Cyril Despres.

No dia seguinte, o novo 3008DKR Maxi cumpriu mais 157 quilómetros cronometrados por estradas escorregadias e lamacentas, com muitas porções inundadas, complementando o trabalho dos dois 3008DKR dos seus colegas de equipa, terminando todos o dia sem encontrar quaisquer dificuldades.

Após definir o andamento na 2ª Etapa, estabelecendo o melhor tempo, ‘Monsieur Dakar’ assumiu a liderança provisória da prova, encimando um pódio provisório integralmente Peugeot.

Em Resumo

1ª Etapa
Os 3 Peugeot DKR terminaram o primeiro dia competitivo do Silk Way Rally 2017, estabelecendo os três melhores tempos. O ‘Dream Team’ do Team Peugeot Total deu assim início da melhor maneira ao rali mais longo do ano e um dos mais difíceis do mundo. Apesar da muita lama que tornava o percurso muito escorregadia, as três formações validaram neste primeiro dia o trabalho realizado, sem relatar qualquer dificuldade em particular.

2ª Etapa
A Peugeot voltou a dominar, apesar das condições meteorológicas extremas e de muitas estradas danificadas pelas enchentes. A curta Especial rumo a Ufa integrava secções estreitas e técnicas, e tinha alguns desafios de navegação. Nela o Team Peugeot Total aumentou a sua vantagem sobre os seus principais adversários, um dia antes da realização da primeira Especial, onde há muito tempo a ganhar ou a perder.



Comentários

Stéphane Peterhansel/Jean-Paul Cottret (PEUGEOT 3008 DKR, #106)
1º lugar da Geral / 2º mais rápido na 1ª Etapa / Vencedor da 2ª Etapa

“A primeira Especial foi divertida, porque era escorregadio e bastante variada, mesmo que sendo curta. Algumas partes assemelhavam-se mais a uma pista de gelo e outras estavam secas, permitindo-nos acelerar. No geral, é o tipo de especial onde há mais a perder do que ganhar, pelo que ao atacar podem ganhar-se alguns segundos, mas o menor erro pode custar minutos. Já no 2º dia e nestas condições foi difícil manter o controlo do carro. Cometemos alguns erros de navegação, mas sem grandes consequências. É um prazer enorme alcançar o melhor tempo, num rali que começou bem, mas onde é importante ser-se cauteloso, porque a parte mais complicada está ainda por acontecer e o Team Peugeot Total sabe disso”.

Cyril Despres/David Castera (PEUGEOT 3008 DKR, #100)
2º lugar da Geral / 3º mais rápido na 1ª Etapa / 2º mais rápido 2ª Etapa

“Depois de três dias em Moscovo estava impaciente por partir para este pequeno aquecimento. Foi complicado, mas tentei ser cauteloso e evitar as piores poças de água. Há que não cometer erros na primeira especial. Tive um pequeno problema com o sistema de enchimento dos pneus, que nos atrasou um pouco, mas nada de muito importante. Depois, no segundo dia deparámo-nos com condições muito complicadas durante a Especial, com muita lama e buracos cheios de água. Está tudo bem até agora, mas o importante é acabar esta primeira semana sem problemas. Sob tais condições é fácil cometer um erro. Sinto-me bem com o Peugeot DKR. Estou muito concentrado”.

Sébastien Loeb/Daniel Elena (PEUGEOT 3008 DKR MAXI, #104)
3º lugar da Geral / Vencedor da 1ª Etapa / 3º mais rápido na 2ª Etapa

“Fizemos uma boa 1ª Especial e assinámos um bom tempo, mesmo se as condições eram complicadas. Era muito barrenta, com estradas bastante estreitas e escorregadias, num dia em que a nossa maior largura não nos dava uma real vantagem. Teve ainda alguns cruzamentos que o Daniel conseguiu gerir muito bem em termos de navegação. No segundo dia também tivemos que lidar com muita lama e pouca aderência. Estávamos um pouco preocupados por abrirmos a estrada, mas fez-se bem. Não registámos nenhum problema até agora, a equipa fez um bom trabalho e o Peugeot DKR Maxi é muito agradável de conduzir”.

Antevisão da 3ª Etapa do Silk Way Rally 2017

Na Etapa de Segunda-feira (dia 10 Julho) os concorrentes saem de Ufa rumo a Kostanay ‘Cabo do Rio Tobol’. São 876,39 km a cumprir, dos quais 329,25 km cronometrados. A Especial é particularmente rápida, com muitas mudanças de direcção, pelo que os navegadores terão, uma vez mais, de estar muito atentos ao roadbook. Será a última especial em solo russo, antes do Silk Way Rally entrar no Cazaquistão.

Classificação Geral do Silk Way Rally 2017 (após a 2ª Etapa)

1º PETERHANSEL Stéphane (FRA), Peugeot 3008 DKR
2º DESPRES Cyril (FRA), Peugeot 3008 DKR
3º LOEB Sébastien (FRA), Peugeot 3008 DKR Maxi
4º MENZIES Bryce (USA), Mini John Cooper Works Rally
5º HAN Wei (CHN), GEELY SMG BUGGY