Silk Way Rally 2016: Pódio da 9ª Etapa foi 100% azul e...

Silk Way Rally 2016: Pódio da 9ª Etapa foi 100% azul e 100% Peugeot

Em Hami, o pódio foi 100% azul e 100% Peugeot, com Cyril DESPRES, Sébastien LOEB e Stéphane PETERHANSEL a formarem o trio vencedor.

80

A performance e a resistência das máquinas e dos pilotos do Team Peugeot Total é incontestável: os três Peugeot 2008 DKR cumpriram ontem uma etapa praticamente isenta de problemas, terminando a tirada em conjunto e na liderança da prova. Em Hami, o pódio foi 100% azul e 100% Peugeot, com Cyril DESPRES, Sébastien LOEB e Stéphane PETERHANSEL a formarem o trio vencedor.

A meio desta última etapa atingiram-se cerca de 1800 km de especiais, cumpridas pelos concorrentes do Silk Way Rally na primeira metade da prova, estando ainda outro tanto por disputar. Ao contrário dos caprichos da meteorologia na Rússia e no Cazaquistão, estas primeiras etapas disputadas na China trouxeram um calor tórrido, como que a lembrar às equipas do Team Peugeot Sport que o mais difícil ainda está para vir.

Em oito etapas cumpridas, esta foi a quarta ganha por Cyril DESPRES e David CASTERA. Se à partida de Moscovo o principal objectivo desta dupla era cumprir quilómetros e encontrar rotinas de condução, então essa sua missão está já cumprida. Sem cometer quaisquer erros nesta etapa disputada no deserto, eles asseguraram a posição de líderes da Classificação Geral Provisória, com o seu PEUGEOT 2008 DKR a ocupar o topo da tabela ao longo de cinco dias consecutivos.

Sébastien LOEB e Daniel ELENA não ganharam para o susto quando ficaram atascados no topo de uma duna ao km 27. Assistidos pela dupla do carro #100, imprimiram depois um ritmo frenético na tentativa de recuperar o tempo perdido. À chegada, rubricaram o 2º melhor tempo do dia, aumentando a distância em relação aos seus perseguidores mais directos, agora distantes nada menos do que 15 minutos na Geral Provisória.

Depois de socorrerem os seus colegas do Peugeot 2008 DKR #102, Stéphane PETERHANSEL e Jean-Paul COTTRET completaram o pódio da etapa (3º lugar).

Comentários

Bruno FAMIN, Director do Team Peugeot Total – Director da Peugeot Sport
“Ontem falhámos por pouco, hoje conseguimos. Este pódio 100% Peugeot traduz-se, principalmente, em preciosos minutos na Classificação Geral. Foi um resultado muito bom, fruto de um grande espírito de equipa, sempre muito construtivo”.

Cyril DESPRES – 1º lugar na Etapa / 1º lugar da Geral
“Nunca é fácil abordar uma etapa em que sabemos que vamos ter um cordão de dunas à nossa espera. Estávamos sob alguma pressão e com muitas incógnitas, mas, no final, tudo correu bem e ganhámos a etapa! Ajudámos o Sébastien a sair da primeira duna e, de seguida, tivemos de atacar ao máximo. Nestes momento, as coisas estão muito bem para nós, praticamente ganhamos uma especial em cada duas. É caso para ficarmos eufóricos, mas vamos manter-nos atentos face ao que vem a seguir. Hoje, o carro esteve perfeito”.

Sébastien LOEB – 2º lugar na Etapa / 2º lugar da Geral
“Estávamos um pouco apreensivos em relação às dunas, pois, em Janeiro passado, no Dakar, as coisas não nos correm lá muito bem neste tipo de terreno. Vimos o Yazed Al Rahji literalmente a mergulhar à nossa frente, após transpor o topo de uma duna. A minha reacção foi travar e ficámos imediatamente atascados na areia. Perdemos 10 minutos e o Daniel chegou mesmo a pensar que tínhamos acabado ali o rali. Por isso, o nosso enorme obrigado ao Jean-Paul por nos ter ajudado a libertar o nosso carro! Depois disso, forçámos bastante o nosso andamento para tentar recuperar terreno e conseguimos rubricar o 2º melhor tempo da etapa. Dá para ver que não andámos propriamente a passear, não tendo sido fácil manter este ritmo, mas conduzir assim deu-me imenso prazer. Cedemos um pouco de tempo ao Cyril, mas conquistámos um bom avanço em relação aos que nos perseguem. O principal é trabalharmos em equipa e fazer tudo para conseguir chegar a Pequim no 1º e 2º lugares!”

Stéphane PETERHANSEL – 3º lugar na Etapa / 28º lugar da Geral
“Há algum tempo que não apanhávamos uma etapa totalmente disputada num deserto. A paisagem foi soberba. Após a partida, esperámos pelo Cyril e, em seguida, ajudámos o Sébastien a voltar à corrida depois de ter ficado atolado na areia, ao atravessar o topo de uma duna. O Jean-Paul cavou como um louco durante cerca de 10 minutos. Fizemos o resto da etapa envoltos na poeira deixada pelo carro do Al Rahji e foi impossível ultrapassá-lo. Estamos bem posicionados na Classificação Geral, mas não há nada como podermos ajudar os nossos colegas de equipa e fazer parte do seu sucesso”.

Classificações

9ª Etapa (Urumqi – Hami)
1. Cyril Despres (FRA) / David Castera (FRA), PEUGEOT 2008 DKR, 3h 38m24s
2. Sébastien Loeb (FRA) / Daniel Elena (MC), PEUGEOT 2008 DKR, + 5m19s
3. Stéphane Peterhansel (FRA) / Jean-Paul Cottret (FRA), PEUGEOT 2008 DKR, + 8m29s
4. Yazeed Al Rahji (SAU) / Timo Gottschalk (DEU), MINI, + 11m40s
5. Harry Hunt (GBR) / Andreas Schulz (DEU), MINI, + 15m43s

Geral (após a 9ª Etapa)
1. Cyril Despres (FRA) / David Castera (FRA), PEUGEOT 2008 DKR, 19h02m44s
2. Sébastien Loeb (FRA) / Daniel Elena (MC), PEUGEOT 2008 DKR, + 12m17s
3. Yazeed Al Rahji (SAU) / Timo Gottschalk (DEU), MINI, + 27m22s
4. Vladimir Vasilyev (RUS) / Konstantin Zhiltsov (RUS), MINI, + 40m25s
5. Harry Hunt (GBR) / Andreas Schulz (DEU), MINI, +1h19m45s

28. Stéphane Peterhansel (FRA) / Jean-Paul Cottret (FRA), PEUGEOT 2008 DKR, +9h23m49s

10ª Etapa

Hoje, os concorrentes têm pela frente uma Especial de 340 km entre Hami e Dunhuang (província de Gansu), composta essencialmente por pistas de terra e areia, e com muita pedra. O tempo promete ser quente e a temperatura prevista é de 43ºC.