Silk Way Rally 2016: Cyril Despres está sozinho na busca da vitória...

Silk Way Rally 2016: Cyril Despres está sozinho na busca da vitória em Pequim

Após as verificações, descobriu-se que a dupla do PEUGEOT 2008 DKR #102 (Loeb/Elena) não tinha validado 2 pontos de passagens obrigatórios (waypoints).

90

Apenas a três dias da chegada deste Silk Way Rally a Pequim, o PEUGEOT 2008 DKR #104 mantém-se no topo da Classificação Geral, agora com mais de 30 minutos de avanço sobre os seus mais directos adversários.

Sébastien LOEB e Daniel ELENA fizeram ontem uma etapa excepcional, numa das especiais mais complicadas da prova, nela incluindo-se uma secção de 100 km de dunas de navegação complexa. Eles cruzaram a linha de chegada como vencedores da especial, com mais de 7 minutos com vantagem sobre o PEUGEOT 2008 DKR #104. No entanto, após as verificações, descobriu-se que a dupla do PEUGEOT 2008 DKR #102 não tinha validado 2 pontos de passagens obrigatórios (waypoints), falhando-os apenas por algumas dezenas de metros. A pena, muito pesada, mostrou-se implacável: 4 horas de penalização que os colocam, agora, no 10º lugar da Classificação Geral, a 4 horas, 2 minutos e 55 segundos de Cyril DESPRES.

Quanto a Cyril DESPRES e David CASTERA estão a fazer, até à data, uma prova perfeita. Regulares no esforço, a dupla afirma-se no seu novo papel e tem feito as opções certas ao longo da corrida. O resultado está a dar dividendos, com esta dupla do Peugeot Sport a terminar a etapa na 2ª posição, atrás de LOEB/ELENA, apesar da perda, a meio do sector cronometrado, da 3ª relação da caixa do seu PEUGEOT 2008 DKR. A distância na Classificação Geral provisória para os seus mais directos adversários é, agora, superior a meia hora.

Stéphane PETERHANSEL e Jean Paul COTTRET foram os 5ºs mais rápidos na etapa.

A dupla do PEUGEOT 2008 DKR #104 iniciará as próximas etapas com uma pressão adicional sobre os seus ombros, sendo agora o único representante da PEUGEOT apto a alcançar a vitória. Naturalmente que poderão contar com o apoio dos seus colegas dos carros #102 e #100 para manter essa liderança até à chegada a Pequim.

Comentários

Bruno FAMIN, Director do Team Peugeot Total – Director da Peugeot Sport
“Há muito de positivo a tirar desta etapa, especialmente para a dupla LOEB/ELENA que, apesar desta penalização, que parece exagerada, mas que não iremos apelar, fez um excelente trabalho, abrindo o percurso ao longo de 400 km. Eles continuam a aprender e a crescer a uma velocidade extraordinária. Continuamos a evoluir de acordo com os planos, a aprender e a vencer etapas. Vamos fazer tudo para que o Cyril e o David atinjam o final, mas eles irão agora ter um pouco de pressão sobre os seus ombros, tal como toda a equipa até ao final da prova, pois apenas temos um carro na frente e isso muda muito as coisas, em especial porque as restantes duas especiais não são simples passeios pelo parque”.

Stéphane PETERHANSEL – 5º lugar na Etapa / 17º lugar da Geral
“Foi, de novo uma especial muito completa: pistas sinuosas, navegação e dunas. Foi uma etapa difícil em termos de navegação e de travessia, embora as dunas fossem bastante volumosas em comparação com as do ano passado. Hesitámos algumas vezes no último Controlo de Passagem e não estivemos perfeitos hoje. Continuamos no nosso papel de aguadeiros, seguindo muito perto o Cyril nas dunas. É uma situação mais simples, porque permite-nos analisar mais calmamente os trilhos e antecipar mudanças de direcção. Apesar da sua penalização, o Sébastien fez uma excelente etapa”.

Sébastien LOEB – 1º lugar na Etapa / 10º lugar da Geral
“No Controlo de Passagem vimos que nós não tínhamos validado o ‘waypoint’. Andámos às voltas muito tempo à procura do mesmo, pensando que o teríamos validado, mas não foi o caso. Falhámo-lo por 40 metros… Era uma zona delicada, com vários ‘waypoints’ muito perto uns dos outros. É frustrante, pois fizemos uma especial muito boa em terrenos difíceis. Abrimos a estrada e o Daniel saiu-se bem na navegação, mas somos estreantes e ainda não conhecemos bem a plena utilização do GPS. Viemos aqui para aprender e demos o nosso mesmo até agora”.

Cyril DESPRES – 2º lugar na Etapa / 1º lugar da Geral
“Desde o início desta manhã que tive uma espécie de premonição, pois o carro e a caixa de velocidades faziam um ruído estranho na linha de partida. Perdemos a 3ª velocidade nas dunas enquanto procurávamos o caminho certo. Ainda estou a aprender e é a primeira vez que tenho um problema mecânico no 2008 DKR. Saímo-nos bem nas dunas pois não ficamos presos, sendo quase um alívio atingir o acampamento. Lemos os trilhos no terreno, o Sébastien foi muito rápido e muito bem, tendo sido fortemente penalizado pelo seu erro. Estou concentrado para as últimas especiais e também sei que estou muito bem suportado, desportiva e moralmente, por todos na equipa Peugeot Sport”.

Classificações

12ª Etapa (Jiaynguan-Alashan)
1. Sébastien Loeb (FRA) / Daniel Elena (MC), PEUGEOT 2008 DKR, 4h57min46s
2. Cyril Despres (FRA) / David Castera (FRA), PEUGEOT 2008 DKR, +2min55s
3. Yazeed Al Rajhi (SAU) / Timo Gottschalk (DEU), Mini, +9min32s
4. Vladimir Vasilyev (RUS) / Konstantin Zhiltsov (RUS), Mini, +10min20s
5. Stéphane Peterhansel (FRA) / Jean-Paul Cottret (FRA), PEUGEOT 2008 DKR, 13min25s

Geral (após a 12ª Etapa)
1.Cyril Despres (FRA) / David Castera (FRA), PEUGEOT 2008 DKR, 27h29min56s
2.Yazeed Al Rajhi (SAU) / Timo Gottschalk (DEU), Mini, +30min30s
3.Vladimir Vasilyev (RUS) / Konstantin Zhiltsov (RUS), Mini, +49min04s
4.Harry Hunt (GBR) / Andreas Schulz (DEU) , Mini, +1h41min00s

10.Sébastien Loeb (FRA) / Daniel Elena (MC), PEUGEOT 2008 DKR, +4h02min55s

17. Stéphane Peterhansel (FRA) / Jean-Paul Cottret (FRA), PEUGEOT 2008 DKR, +9h26min37s

13ª Etapa

Para alcançar o acampamento de Wuhai, a partir de Alashan, os concorrentes irão percorrer 724 km, dos quais 367 km referentes ao sector cronometrado, mantendo-se um percurso de areia e dunas.