Silk Way Rally 2016: Terceira dobradinha do Team Peugeot Total na 10ª...

Silk Way Rally 2016: Terceira dobradinha do Team Peugeot Total na 10ª Etapa

Os Peugeot 2008 DKR #100 e #102 impuseram-se no final de uma etapa disputada a um ritmo muito acelerado. O carro #104 apenas falhou a 3ª posição por 30''

100

Terceira dobradinha do Team Peugeot Total no Silk Way Rally. Os PEUGEOT 2008 DKR #100 e #102 impuseram-se no final de uma etapa disputada a um ritmo muito acelerado. O carro #104 apenas falhou a 3ª posição por apenas 30 segundos, mas os dois Peugeot reforçam a sua liderança em termos de geral provisória.

Saindo esta manhã para a nova etapa, com quatro minutos de intervalo, após a tripla vitoriosa de ontem, os PEUGEOT 2008 DKR rapidamente se juntaram e rolaram em formação uma boa parte dos 340 km da especial, orientando-se mutuamente nas secções de navegação mais complicadas.

Terceira vitória em etapas para os São Bernardos do Team Peugeot Total, Stéphane PETERHANSEL e Jean Paul COTTRET. Embora a dupla da PEUGEOT 2008 DKR #100 permaneça atrás dos seus companheiros da Peugeot Sport, foi ela quem assinou o melhor crono da etapa.

Sébastien LOEB e Daniel ELENA mantiveram-se fiéis à posição e mostraram-se constantes nos seus esforços. Terminaram a etapa no 2º lugar e conservam idêntica posição à geral provisória, com 18 minutos de avanço sobre os seus perseguidores.

Cyril DESPRES e David CASTERA falharam um lugar no pódio por apenas 30 segundos, mas igualaram o passo dos seus companheiros LOEB e ELENA, depois de se verem ultrapassados após o início da etapa. A condução do PEUGEOT 2008 DKR é agora mais fluída e o ex-motard mostra-se mais à vontade neste seu novo papel.

Comentários

Bruno FAMIN, Director do Team Peugeot Total – Director da Peugeot Sport
“Estamos felizes por esta nova dobradinha. Os nossos pilotos rodaram juntos e os seus PEUGEOT 2008 DKR funcionaram muito bem nesta etapa rápida. É um dia menos que nos separa da chegada, mas ainda há quatro grandes especiais, pelo que temos de estar concentrados para continuar assim e sem cometer erros”.

Stéphane PETERHANSEL – 1º lugar na Etapa / 23º lugar da Geral
“Vencemos a etapa mas, tal como acontece muitas vezes no Silk Way Rally, a ordem de partida mostrou-se decisiva no resultado. Hoje chegámos rapidamente aos lugares da frente e, quando estes se perderam, assumimos a liderança. Acho que cometemos menos erros do que os restantes. Em contrapartida, amanhã seremos os primeiros na estrada, mas sabemos que teremos de esperar pelo Cyril e pelo Sébastien, uma vez que agora temos o papel de ‘aguadeiros’. Aliás, é a primeira vez que isso acontece. Eu faço jogo de equipa e o objectivo é ajudar os meus companheiros de equipa para garantir uma vitória da Peugeot à chegada a Pequim. É um pouco menos stressante estar nesta posição, aprende-se mais”.

Sébastien LOEB – 2º lugar na Etapa / 2º lugar da Geral
“Seguimos com o Cyril e passámo-nos mutuamente, tudo num bom ritmo. Sabemos que há alguma falta de experiência, mas vemos que estamos bem posicionados. Estou muito feliz com o que aconteceu hoje, em que apenas cometemos alguns pequenos erros. Abrir o traçado foi bom para nós, melhorando de dia para dia. Não pensei em qualquer estratégia para as próximas etapas, algo muito difícil de gerir quando se está no calor da corrida. Não se calcula, deixamo-nos ir. Vamos continuar a rolar rápido, fazer bonitas especiais e evitar erros de navegação. Para o restante contamos com o nosso seguro, o Peugeot #100 do Stéphane. É bom saber que está logo ali atrás de nós, no caso de ser preciso”.

Cyril DESPRES – 4º lugar na Etapa / 1º lugar da Geral
“Tentar não ser ultrapassado pelo Sébastien LOEB é uma verdadeira tarefa! Ganhou-nos cerca de dois minutos na especial de hoje, mas isso é competição! Tentámos defender-nos desde que deixámos o ‘bivouac’ esta manhã… excepto durante os poucos momentos em que andámos a jardinar. Ainda assim andámos rápido hoje, atingindo em alguns pontos os 180 km/h. O que é bom é que já sou menos surpreendido com os trilhos, consigo antecipar, gerir quando é preciso colocar menos travão, mais acelerador. Com a ajuda do David, mantemos o nosso avanço, tentamos fazer especiais limpas, pelo que me sinto confiante. Conduzir o Peugeot é muito agradável”.

Classificações

10ª Etapa (Hami – Dunhang)
1. Stéphane Peterhansel (FRA) / Jean-Paul Cottret (FRA), PEUGEOT 2008 DKR, 3h18min49s
2. Sébastien Loeb (FRA) / Daniel Elena (MC), PEUGEOT 2008 DKR, +1min15s
3. Harry Hunt (GBR) / Andreas Schulz (DEU) , Mini, +3min03s
4. Cyril Despres (FRA) / David Castera (FRA), PEUGEOT 2008 DKR, +3min35s
5. Yazeed Al Rahji (SAU) / Timo Gottschalk (DEU), Mini, +4min13s

Geral (após a 10ª Etapa)
1. Cyril Despres (FRA) / David Castera (FRA), PEUGEOT 2008 DKR, 22h25min08s
2. Sébastien Loeb (FRA) / Daniel Elena (MC), PEUGEOT 2008 DKR, +9min57s
3. Yazeed Al Rahji (SAU) / Timo Gottschalk (DEU), Mini, +28min
4. Vladimir Vasilyev (RUS) / Konstantin Zhiltsov (RUS), Mini, +45min46s
5. Harry Hunt (GBR) / Andreas Schulz (DEU) , Mini, +1h19min13s

28. Stéphane Peterhansel (FRA) / Jean-Paul Cottret (FRA), PEUGEOT 2008 DKR, +9h20min14s

11ª Etapa

Para alcançar o acampamento de Jiayuguan, a partir de Dunhuang, os concorrentes deverão percorrer 561 km, dos quais 330,20 km ao longo do sector cronometrado: uma parte de dunas ao longo de 8 km, depois faixas de areias com partes demolidoras, numa especial globalmente rolante.