Sata Rallye Açores: DS3 Team quer reforçar a liderança do Nacional de...

Sata Rallye Açores: DS3 Team quer reforçar a liderança do Nacional de Ralis

21

A equipa lidera o nacional de Ralis, depois dos triunfos em Guimarães e Castelo Branco, e quer manter a luta pela liderança no regresso aos pisos de terra. O Sata Rally Açores pontua para o Campeonato Nacional de Ralis, mas também para o Europeu da especialidade.

DS3 Vodafone TeamDepois das vitórias nos ralis de Guimarães e de Castelo Branco, o DS3 Vodafone Team vai atravessar o Atlântico rumo ao arquipélago dos Açores, para mais uma etapa do Campeonato Nacional de Ralis, o SATA Rallye Açores. Aos comandos do DS3 R5, José Pedro Fontes, acompanhado por Miguel Ramalho, pretende dar continuidade à boa forma e à competitividade até agora evidenciada, em que, em três provas já realizadas, ganharam duas, encontrando-se no comando do Campeonato.

O DS3 Vodafone Team parte para o arquipélago açoriano em busca de novo sucesso, agora em pisos de terra, depois das vitórias asseguradas no Rally Cidade de Guimarães e no Rally de Castelo Branco, ambos em asfalto. Com a concorrência bem apetrechada e à espera de uma oportunidade, a equipa preparou com afinco esta quarta batalha do ano, que se espera ser, uma vez mais, muito disputada.

Para José Pedro Fontes, o regresso aos palcos do Campeonato Nacional de Ralis representa mais uma etapa em que a meta passa por tentar alargar a sua vantagem na liderança da competição.

A nossa aposta é estar na luta pela vitória, mas de olhos postos no campeonato, que é o objectivo principal desta época. Reconheço que se trata de um rali complicado e no qual eu não participo há já vários anos. É reconhecido o valor dos nossos rivais que, paralelamente, têm um conhecimento muito profundo deste rali e isso representa claramente uma vantagem. Porém, é uma prova de que gosto muito, que tem um ambiente fantástico e que me dá muito prazer disputar”, afirmou José Pedro Fontes.

O Sata Rallye Açores, organizado pelo Grupo Desportivo Comercial, vai para a estrada no dia 4 de Junho, tendo como palco os troços de terra da Ilha de S. Miguel, com partida e chegada à cidade de Ponta Delgada. O seu final está agendado para o dia 6, após 226,67 km de troços cronometrados.