Saltos do Vimeiro 2016: João Chuva e Virgínia Dream vencem Grande Prémio...

Saltos do Vimeiro 2016: João Chuva e Virgínia Dream vencem Grande Prémio RUBiS Gás

João Chuva volta a ganhar um Grande Prémio no Vimeiro e encerra o 35º Concurso de Saltos do Vimeiro ao som d’A Portuguesa.

126

João Chuva volta a ganhar um Grande Prémio no Vimeiro e encerra o 35º Concurso de Saltos Internacional do Vimeiro ao som d’A Portuguesa. Destaque para as prestações de cavaleiros Portugueses que alcançaram excelentes resultados ao longo dos quatro dias de competição.

O Grande Prémio RUBIS Gás, Pontuável para o Ranking Mundial, duas mãos ao cronómetro – Tabela A e altura dos obstáculos colocados a 1.45m, contou com 44 conjuntos, a representarem 6 nacionalidades, disputando um Prize Money no valor de 25.000€. Para a segunda mão foram apurados 12 conjuntos, onde dois cavaleiros qualificaram duas montadas: Felipe Guinato (Brasil), com Zenzero e Goodtimes van’t Lozerhof, e João Chuva (Portugal), com António e Virgínia Dream, a melhor dupla da primeira mão.

Numa excepcional exibição, o binómio Luso alcançou a marca de 66.27’ e 47.94’ com duplo zero. A segunda posição foi assegurada pelo actual Campeão Nacional de Saltos de Obstáculos, Mário Wilson Fernandes, que, apesar dos velozes 69.76’ e 48.65’, na montada Kannan Kopf, não conseguiu suplantar o excepcional percurso do seu competidor. A dupla Felipe Guinato e Goodtimes van’t Lozerhof fecham o top-3, com 70.58’ e 49.17’.

O último dia de competição iniciou com a prova Linha de Torres Vedras, Tabela A ao cronómetro e altura dos obstáculos a 1.35m. Com a participação de 26 conjuntos, a representarem 6 nacionalidades, a disputa consagrou ao primeiro lugar do pódio o binómio luso Hugo Cardoso Tavares e Concorde da Anobra, que alcançou a marca de 51.31’. A segunda posição foi conquistada pela dupla britânica Louise Saywell e Feigtling, com o tempo de 53.78’. António Matos Almeida e Snoopy de la Roque concluíram o percurso em 55.20’ e completaram o trio de topo com mais uma bandeira portuguesa. Os três percursos não registaram nenhuma penalização.

A segunda parte do dia foi iniciada com a prova Turismo do Centro, Tabela A ao cronómetro e obstáculo colocados a 1.25m. Dos 24 conjuntos em competição, destaca-se a excelente prestação dos cavaleiros portugueses, que conquistaram os dois primeiros lugares da classificação. A primeira posição foi atribuída à dupla Martim Portela Morais a montar Cilgen, que registou o tempo de 52.20’ num percurso sem penalizações. O binómio Luís Fernandes e Evita J venceu o segundo posto ao concluir a prova com a marca de 60.81’, sem penalizações. O pódio ficou completo com o conjunto britânico Phillip Spivey e High Hopes Condor, que fixaram 67.83’ num percurso que também não sofreu penalizações.

Na próxima semana, de 21 a 24 de Julho, terá lugar o 36º Concurso de Saltos Internacional – CSI 2*. A temporada encerrará em Setembro com o 35º Concurso de Saltos Nacional – CSN A, a decorrer entre os dias 1 e 4 de Setembro.