Ronde de l’Isard 2017: Primeira etapa cancelada devido a vários incidentes

Ronde de l’Isard 2017: Primeira etapa cancelada devido a vários incidentes

A etapa começou veloz, com cerca de 44 km percorridos na primeira hora, mas teve de ser interrompida com perto de 50 km disputados. Duas quedas no pelotão, uma das quais ocupou o médico da prova durante muito tempo, obrigaram à paragem da corrida

48

A primeira etapa da Ronde de l’Isard, prova internacional francesa em que participa a Equipa Portugal de sub-23, foi hoje cancelada, após um longo período de neutralização, motivado por duas quedas no pelotão.

A etapa começou veloz, com cerca de 44 quilómetros percorridos na primeira hora, mas teve de ser interrompida com perto de 50 quilómetros disputados. Duas quedas no pelotão, uma das quais ocupou o médico da prova durante muito tempo, obrigaram à paragem da corrida.

A prova ainda arrancou, com marcha neutralizada, mas acabou por voltar a ser interrompida. Devido ao frio, à chuva e ao vento, muitos ciclistas reivindicaram junto da organização o cancelamento da corrida. Outros acabaram mesmo por ser conduzidos às ambulâncias da prova, apresentando sinais de hipotermia. Perante as dificuldades patentes, o colégio de comissários decidiu cancelar a etapa.

Os incidentes não afectaram os seis corredores da Equipa Portugal presentes em prova: André Carvalho, Gaspar Gonçalves, Gonçalo Carvalho, Hugo Nunes, Tiago Antunes e Venceslau Fernandes.

A primeira etapa da Ronde de l’Isard era a única tirada sem dificuldades montanhosas. As próximas três etapas serão duras, disputadas em plenos Pirenéus.

Amanhã, Sexta-feira, o pelotão vai percorrer 146 quilómetros, entre Salies de Salat e Hospice de France. A meta coincide com uma contagem de montanha de primeira categoria.