Red Bull Dolomitenmann 2017: Team Portugal cumpre missão com o 20º lugar

Red Bull Dolomitenmann 2017: Team Portugal cumpre missão com o 20º lugar

Num sistema de estafeta, a competição implicou mais de quatro horas de acção (04:32:44). O resultado final acabou por corresponder em pleno aos objectivos traçados à partida, com um 20º lugar final a representar uma enorme evolução em relação ao ano passado (42º lugar).

23

Team Portugal - Dolomitenmann 2017Foi com uma equipa renovada que Portugal assegurou no último fim-de-semana a sua segunda participação no Red Bull Dolomitenmann, competição que combina quatro modalidades desportivas de montanha num formato de estafeta altamente exigente.

Nuno Virgílio (Parapente), António Palavra (Kayak de Águas Bravas), Vítor Jesus (Corrida de Montanha) e Tiago Ferreira (BTT) superaram a dureza alpina, terminando no top-20.

Um total de cerca de 129 equipas de todo o mundo marcaram presença naquela que é há muito considerada uma das mais clássicas e internacionais competições de desporto aventura. O Red Bull Dolomitenmann cumpriu assim no último fim-de-semana (9 de Setembro) a sua 30ª edição ao mais alto nível, contando pelo segundo ano consecutivo com a participação de uma equipa portuguesa.

A formação lusa juntou dois ‘repetentes’ do ano passado, o Bicampeão Nacional de Parapente Nuno Virgílio e o especialista em águas bravas António Palavra, a dois estreantes, o corredor Vítor Jesus e o ciclista, actual Vice-Campeão do Mundo de BTT XCM, Tiago Ferreira.

Num sistema de estafeta, a competição implicou mais de quatro horas de acção (04:32:44). O resultado final acabou por corresponder em pleno aos objectivos traçados à partida, com um 20º lugar final a representar uma enorme evolução em relação ao ano passado (42º lugar).

Vítor Jesus destacou no final que “ninguém fica indiferente à prova, pois não há termo de comparação com outras”.

Este sentimento é reforçado por António Palavra, que considera motivadora “a experiência de participar numa prova única”.

Nuno Virgílio voltou a sentir o desafio da adaptação ao ambiente, “dada a dificuldade de treinar em condições semelhantes às da competição”.

Finalmente, Tiago Ferreira – que foi responsável pela recuperação de 45 posições na classificação geral – mostrou-se feliz por integrar “uma boa equipa que, com grande empenho e dedicação, conseguiu melhorar em mais de 20 posições o resultado anterior”.

Criado em 1988 pela lenda do ski Werner Grissmann, a expedição tem-se mantido ao longo dos anos fiel a si própria. A acção decorre em território austríaco, com partida de Lienz e epicentro nos Alpes orientais – mais concretamente na cordilheira das Dolomitas. Em todas as modalidades envolvidas o esforço exigido aos atletas é máximo, com inclinações vertiginosas para vencer a pé e de bicicleta de montanha, fortes correntes na água e secções de voo muito técnicas.

Os vencedores desta edição de aniversário da Red Bull Dolomitenmann – a equipa internacional Pure Encapsulation – gastaram apenas 03:50:57 para cumprir o traçado, retirando desse modo mais de 15 minutos ao anterior recorde.