Taça do Rei: Real Madrid empata com Sevilha e avança para os...

Taça do Rei: Real Madrid empata com Sevilha e avança para os Quartos-de-Final

Os "merengues" empataram a 3 golos, mas o triunfo na 1ª Mão deu ao Real Madrid o "bilhete" para os Quartos-de-Final da competição

22

O Real Madrid empatou (3-3) com o Sevilha, em jogo a contar para a 2ª Mão dos Oitavos-de-Final da Taça do Rei, disputado esta 5ª Feira no Estádio Ramon Sanchez Pizjuan, em Espanha.

Depois de terem vencido por 3 golos de diferença no desafio da 1ª Mão, os “merengues” partiam para este confronto com toda a confiança, mas sem pensar que a eliminatória estava resolvida.

O técnico Zinedine Zidane resolveu fazer algumas alterações e deixou de fora alguns jogadores importantes, como Cristiano Ronaldo, Pepe, Fábio Coentrão, Gareth Bale, James Rodriguez, entre outros.

Mesmo assim, o “onze” madrileno foi suficientemente forte para segurar o ímpeto dos atletas contrários, que fizeram de tudo para anular os 3 golos de diferença registados no primeiro jogo.

Um auto-golo de Danilo (logo aos 10 minutos) começou por escrever a história dos golos, mas o tento que “decidiu” a eliminatória foi apontado por Asensio, logo no início da segunda metade.

O golo do Real Madrid deixou o Sevilha um pouco abalado, pois tinha de marcar 4 golos em apenas 42 minutos, tarefa quase “hercúlea” para os homens do conjunto da Andaluzia.

Mas como Jorge Sampaoli não é um treinador que desiste facilmente, pediu aos seus jogadores mais empenho no ataque e marcou 2 golos, apontados por Jotevic (primeiro golo com a camisola do Sevilha) e Iborra.

Faltavam 12 minutos para terminar, o Sevilha precisava de 2 golos, mas quem marcou os tentos foi o Real Madrid, por intermédio de Sérgio Ramos (através de uma grande penalidade cobrada “à Panenka”) e de Karim Benzema.

Com este resultado, o Real Madrid soma 40 partidas consecutivas sem conhecer o sabor da derrota e fica a 3 do recorde conseguido pela Juventus, apesar de estar bastante longe do recorde “estratosférico” conseguido pelo Steaua de Bucareste nos anos 80, ou seja, 108 jogos consecutivos sem perder.