Rampa Serra da Estrela 2017: Resumo das subidas de treino na Covilhã

Rampa Serra da Estrela 2017: Resumo das subidas de treino na Covilhã

O 1º dia da Covilhã, prova a contar para o CNM Valvoline 2017, ficou marcado pelo atraso verificado na primeira subida de treinos, que acabou por encurtar o programa previsto para Sábado. A jornada organizada pelo CAMI disputou apenas as duas subidas de treinos, ficando para Domingo a primeira subida oficial

827

O primeiro dia da Rampa da Serra da Estrela/Covilhã – prova a contar para o Campeonato Nacional de Montanha (CNM) Valvoline 2017 -, ficou marcado pelo atraso verificado na primeira subida de treinos, que acabou por encurtar o programa previsto para o dia de Sábado. A jornada organizada pelo CAMI, com o apoio da Câmara Municipal da Covilhã, disputou apenas as duas subidas de treinos, ficando para Domingo a primeira subida oficial.

Entre avarias e acidentes, foram cerca de duas as horas perdidas na primeira subida de treinos, que terminou com Pedro Salvador e o Silver Car EF10 no topo da tabela de tempos absoluta e na Categoria 1. Na segunda posição ficou Rui Ramalho em Osella PA2000 Evo 2, seguido por João Fonseca em BRC CM05 Evo.

Azarado nesta subida, Nuno Guimarães teve um principio de incêndio no seu BRC, depois deste partir o motor, tendo o piloto sofrido queimaduras ligeiras. Luís Nunes esteve em grande destaque, ao ser o quinto mais rápido na geral, levando a melhor na Categoria 5 com o seu SEAT Leon MKIII, na frente de Joaquim Teixeira em Renault Megane Trophy V6.

Manuel Correia impôs o seu Ford Fiesta R5 na Categoria 4, a exemplo do que fizeram Gonçalo Manahu (Porsche 997 GT Cup) na Categoria 2 e Pedro Saraiva (Mitsubishi Lancer Evo IX) na 3. De referir o acidente de José Correia em Nissan GT-R GT3, com o piloto bracarense a danificar a frente esquerda do seu carro.

Miguel Lobo, que compete sozinho na Taça TCR, terá pela frente uma luta contra si mesmo para se superar a cada subida. Na Taça Nacional de Montanha, o mais rápido foi Leonel Brás em Citroen AX Sport.

No Campeonato Nacional de Clássicos Montanha, Flávio Sainhas e Ford Escort MKI impuseram-se a toda a concorrência, enquanto José Dinis (Ford Escort MKII) estreava-se com o melhor tempo no Troféu Nacional de Clássicos Montanha. Na Taça Nacional de Clássicos Montanha, a primazia nesta primeira subida de treinos foi para o Toyota Starlet de José Magalhães.

Ausências marcam segunda subida de treinos

A derradeira subida de treinos deste Sábado na Rampa da Serra da Estrela/Covilhã, que antecede a primeira subida a contar agendada para amanhã, foi dominada por Pedro Salvador em Silver Car EF10, com o piloto flaviense a ser o mais rápido na classificação absoluta e na sua categoria (1). Os irmãos Ramalho ocuparam a segunda e terceira posições com Rui (Osella PA2000 Evo 2) na frente de Paulo (Osella PA21s Evo).

Com uma prestação notável, Luís Nunes foi mais uma vez o mais rápido na Categoria 5, voltando a ser o quinto mais rápido na geral com o seu SEAT Leon MKIII. Joaquim Teixeira não fez esta subida, devido a problemas de direcção assistida no Megane Trophy. Luís Silva em BMW M3 surpreendeu o favorito Manuel Correia e o seu Ford Fiesta R5, conseguindo ser o mais rápido na Categoria 4.

Sem a oposição do acidentado José Correia e do ausente Edgar Reis (Porsche 997 GT3 Cup), Gonçalo Manahu voltou a liderar a Categoria 2 com o seu Porsche 997 GT3 Cup. Na Categoria 3, o mais rápido desta vez foi Nelson Trindade em Mitsubishi Lancer Evo IX, que beneficiou da ausência nesta subida de Pedro Saraiva (Mitsubishi Lancer Evo IX).

Miguel Lobo continua a melhorar os seus tempos na Taça TCR, a exemplo do que conseguiu Leonel Brás (Citroen AX Sport) que liderou na Taça Nacional de Montanha.

No Campeonato Nacional de Clássicos Montanha, Flávio Sainhas e o Ford Escort MKI foram de novo os mais rápidos, mas no Troféu Nacional de Clássicos Montanha o mais lesto desta vez foi Fernando Salgueiro em Ford Escort MKII. Na Taça Nacional de Clássicos Montanha, o mais rápido foi Anibal Rolo em Datsun 1200 Coupé, com José Magalhães (Toyota Starlet) a não fazer esta subida.