Rampa Senhora da Graça 2017: Rui Ramalho bate recorde e lidera em...

Rampa Senhora da Graça 2017: Rui Ramalho bate recorde e lidera em Mondim de Basto

Rui Ramalho conseguiu estabelecer novo recorde do traçado transmontano, ao registar a marca de 2:04s344 na primeira subida oficial de prova. Pedro Salvador não fez a 1ª subida, devido a problemas mecânicos no seu Silver Car EF10.

64

Rui Ramalho - Rampa Senhora da Graça 2017 - 1º DiaO primeiro dia na Rampa Senhora da Graça terminou com Rui Ramalho (Osella PA2000 Evo2) na liderança. O piloto do Porto conseguiu estabelecer novo recorde do traçado transmontano, ao registar a marca de 2:04s344 na primeira subida oficial de prova.

A prova organizada pelo CAMI Motorsport e apoiada pela Câmara de Mondim de Basto, ficou órfã da emoção que se adivinhava para este final de tarde, depois de Pedro Salvador ter sido forçado a abdicar de subir, devido a problemas mecânicos no seu Silver Car EF10.

Hélder Silva, em Juno CN09, ocupa a segunda posição em termos absolutos e da Categoria 1, seguido por Paulo Ramalho em Osella PA21S Evo e João Fonseca em BRC CM05 EVO. Em quarto lugar da geral está o Nissan GT-R GT3 pilotado por José Correia, que é o líder da Categoria 2. Correia registou o tempo de 2:21s218, suplantando Gonçalo Manahu e Edgar Reis, ambos em Porsche 997 GT3 Cup.

Depois de ter sido batido por Luís Silva nas duas subidas de treinos, Manuel Correia levou o seu Ford Fiesta R5 até à liderança da Categoria 4, terminando a subida com o tempo de 2:28s741, para bater o piloto do BMW M3 por escassos 50 milésimos. Em terceiro lugar ficou Francisco Marrão em SEAT Leon Supercopa. A luta pelo triunfo nesta categoria está ao rubro, assim como pela primazia no Campeonato de Turismos, que Correia e Silva lideram igualmente.

Ao volante do seu Renault Megane Trophy V6, Joaquim Teixeira não cometeu erros desta vez e conseguiu subir em 2:28s804 para liderar confortavelmente a Categoria 5, da qual já se sagrou campeão. Teixeira luta pelos Turismos e, nesse capítulo, ficou apenas a 63 milésimos do líder, Manuel Correia. José Cardoso e Jorge Meira, ambos em Citroen Saxo Cup, ocupam para já e por esta ordem, os restantes dois lugares do pódio.

Na Categoria 3 problemas para Pedro Coelho Saraiva (Mitsubishi Lancer Evo IX), que não completou esta primeira subida de prova devido a avaria mecânica. Com isto, o melhor foi Sérgio Nogueira em Citroen Saxo Cup, que registou o tempo de 2:50s991. José Oliveira é o segundo com o seu Subaru Impreza STi.

Na Taça Nacional de Montanha 1300, o mais rápido foi Armando Freitas em Toyota Starlet, que depois de liderar ambas as subidas de treinos foi o mais forte também esta subida oficial com o tempo de 3:01s952, na frente de Francisco Leite em Fiat Punto e António Silva em Toyota Starlet. Azar para Leonel Brás, que não completou a subida com problemas mecânicos no seu Citroen AX, ele que se estava a mostrar como o principal adversário de Freitas.

No Campeonato Nacional de Montanha Clássicos, José Pedro Gomes mostra-se para já imbatível, registando o melhor tempo nesta primeira subida oficial (2:41s284). No segundo lugar está Parcídio Summavielle em Datsun 240Z, seguido por Flávio Sainhas (Ford Escort MKI).

A surpreender pelo andamento demonstrado no Troféu Nacional de Clássicos Montanha, Carlos Oliveira em BMW 323i registou o tempo de 2:46s558 e lidera com alguma vantagem sobre Fernando Salgueiro em Ford Escort MKII. Mais atrás, Rui Gama (VW Carocha) fecha a classificação do Troféu.

Programa/Horário – Domingo (10.9.2017)

* 10H15 – Fecho da pista
* 11H30 – Warm Up
* 14H00 – 2ª Subida Oficial
* 15H15 – 3ª Subida Oficial