Rampa do Caramulo 2016: Vitória foge a Manahu por ‘um piscar de...

Rampa do Caramulo 2016: Vitória foge a Manahu por ‘um piscar de olhos’

O piloto Gonçalo Manahu terminou a Rampa do Caramulo 2016 em segundo lugar, separado do 1º lugar por escassos 76 milésimos de segundo.

101

A Rampa do Caramulo, agora afastada do brilho de outros anos, não começou da melhor forma para Gonçalo Manahu.

“No Sábado terminei a dois segundos do primeiro. Tinha consciência de que estava a dar o meu melhor e não entendia como era possível estar a perder quase um segundo por quilómetro”.

Após a primeira subida de prova, corrida no Sábado, foi tempo da Fabela Sport meter mãos à obra no Porsche 911 GT3 e alterar completamente o set-up do carro alemão.

“Na primeira subida de Domingo, encontrei um carro completamente diferente e foi possível quase anular a diferença para o primeiro lugar. Agora estava claro que íamos discutir a vitória e que cada fracção de segundo ia contar”, começa por recordar Gonçalo Manahu.

“Acho que as subidas de prova correram muito bem. O carro estava irrepreensível, fiquei a duas centésimas do primeiro lugar e fui para a última subida com vontade de melhorar; mas, com o calor que se fazia sentir, o piso estava mais escorregadio e não foi possível baixar mais o tempo. Terminei a 76 milésimas da vitória, não ganhei por um piscar de olhos”.

Após estas duas subidas de prova e os resultados anteriores, ficou claro que Gonçalo Manahu tem uma palavra a dizer, principalmente na segunda metade do Campeonato.