Rally Dakar 2017: Peugeot 3008 DKR dominam nas alturas da 3ª Etapa

Rally Dakar 2017: Peugeot 3008 DKR dominam nas alturas da 3ª Etapa

Os PEUGEOT 3008 DKR assinaram a sua 1ª tripla em Especiais, com as duplas Loeb/Elena, Sainz/Cruz e Peterhansel/Cottret a assumir os 3 primeiros lugares.

26

No final de uma etapa muito selectiva, durante o qual as equipas atingiram o ponto mais elevado da prova, aos 4900 m, os PEUGEOT 3008 DKR assinaram a sua primeiro tripla em Especiais, com as duplas Loeb/Elena, Sainz/Cruz e Peterhansel/Cottret a assumir os três primeiros lugares na Classificação Geral.

Foi nesta 3ª Etapa que o Rally Dakar 2017 viu a sua dificuldade aumentada com a altitude. O percurso do dia (364 km de Especial, dividida em duas secções) foi simultaneamente longo e desafiante a vários níveis, tendo reservado as primeiras dificuldades de navegação aos copilotos, enquanto as máquinas tiveram de lidar com os efeitos da falta de oxigénio.

Partindo com cautela no início do rali, Stéphane Peterhansel posicionou-se no início desta Especial como ponta de lança do Team Peugeot Total. Não só garantiu o tempo mais rápido, como deu um salto espectacular na classificação, passando de 7º para o 3º lugar.

Líder no final da 2ª Etapa, Sébastien Loeb viveu agora um dia mais delicado, já que abria a estrada. A sua evolução foi perturbada por um furo no início da segunda secção, mas mantém-se no topo da Classificação Geral, com 42 segundos de avanço sobre Carlos Sainz.

Os PEUGEOT 3008 DKR atingiram nesta Etapa (em ligação) o ponto mais alto da prova, a 4960 m de altitude. Com impacto directo no funcionamento dos motores, a rarefacção do ar a tal altitude sentiu-se, também, nos organismos, como explica Cyril Despres no podcast dedicado, em que refere como foi a sua preparação.

Classificação da 3ª Etapa do Rally Dakar 2017 (Carros)

1º PETERHANSEL Stéphane (FRA) / COTTRET J-P. (FRA), PEUGEOT 3008DKR, 04h18m17s
2º SAINZ Carlos (ESP) /CRUZ Lucas (ESP), PEUGEOT 3008DKR, +1m54s
3º LOEB Sébastien (FRA) / ELENA Daniel (MON), PEUGEOT 3008DKR, + 3m08s
4º HIRVONEN Mikko (FIN) / PERIN Michel (FRA), Mini, + 3m57s
5º DESPRES Cyril (FR) / David CASTERA (FRA), PEUGEOT 3008DKR, + 7m48s

Classificação Geral do Rally Dakar 2017 (Carros, após a 3ª Etapa)

1º LOEB Sébastien (FRA) / ELENA Daniel (MON), PEUGEOT 3008DKR, 6h54m56s
2º SAINZ Carlos (ESP) /CRUZ Lucas (ESP), PEUGEOT 3008DKR, +42s
3º PETERHANSEL Stéphane (FRA) / COTTRET Jean-Paul (FRA), PEUGEOT 3008DKR, + 4m18s
4º HIRVONEN Mikko (FIN) / PERIN Michel (FRA), Mini, + 9m38 s
5º ROMA Nani (ESP) / HARO Bravo (ESP), Toyota Hi-Lux, + 13m04 s

7º DESPRES Cyril (FR) / David CASTERA (FRA), PEUGEOT 3008DKR, + 15m25s

Comentários

Bruno Famin
“Claro que é um grande dia para a equipa! Alcançámos uma tripla ao nível da Especial e ocupamos os três primeiros lugares na Classificação Geral. Trata-se, obviamente, de um orgulho e está tudo bem. Mas esta foi apenas a primeira verdadeira Etapa deste Dakar 2017 e ainda há outras 9 como esta a percorrer. Assim, mesmo que alguns dos nossos concorrentes tenham hoje tido contratempos, há que nos mantermos focados e com a cabeça fria, como as diferenças no top-12 ainda estão curtas. Hoje foi simplesmente um vislumbre dos desafios que temos pela frente até o final do Dakar”.

Stéphane Peterhansel (PEUGEOT 3008DKR #300)
“É um bom resultado global para o Team Peugeot Total. No que nos diz respeito, ganhámos a Especial. Vimos dois Toyota parados nos limites da pista, com problemas. De repente tudo mudou. Não tivemos problemas, nem o menor erro de navegação, nem qualquer tempo de paragem”.

Carlos Sainz (PEUGEOT 3008DKR #304)
“Foi uma Etapa verdadeiramente dura e com muitas dificuldades. Perdemo-nos um pouco na primeira parte da Especial e forcei muito na segunda metade para não perder o contacto na geral. Foi importante não encontrar qualquer problema. A diferença na general é muito pequena, pelo que tudo pode ainda ser feito. Ainda há detalhes a ajustar”.

Sébastien Loeb (PEUGEOT 3008DKR #309)
“Saímos ilesos deste dia, algo que não era óbvio. Na segunda parte da Especial sofremos um furo e perdemos dois minutos para mudar a roda. Dei um toque numa pedra que não vi. Estávamos a aproximar-nos do Nasser Al Attiyah, mas perdemos o contacto com ele nesse momento. Nunca mais o vimos”.

Cyril Despres (PEUGEOT 3008DKR #307)
“Este dia começou mal. Batemos numa grande pedra à saída de um rio, no meio da poeira. Isso fez-nos arrefecer. O David fez uma boa navegação, o nosso ritmo estava bom, mas no final da primeira parte da Especial, a direcção começou a ficar muito dura. Na verdade, tínhamos furado o radiador do fluído hidráulico. Tivemos, assim, algum trabalho de bricolage para tapar o furo e recomeçar. Com isso perdemos dois minutos, perdendo mais algum tempo com o atraso na apresentação à partida da segunda parte da Especial”.