Rally Dakar 2017: Pedro Bianchi Prata sobe 12 posições na 2ª Etapa

Rally Dakar 2017: Pedro Bianchi Prata sobe 12 posições na 2ª Etapa

Aos comandos de uma Honda CRF 450 Rally, que tem assistência da Honda Sul América MEC Team, Bianchi Prata cumpriu esta etapa do Dakar registando o 56º tempo

55

Pedro Bianchi Prata cumpriu hoje a segunda etapa do Rally Dakar 2017, que levou a caravana do Rally de Resisténcia até San Miguel de Tucuman. Aos comandos de uma Honda CRF 450 Rally que tem assistência da Honda Sul América MEC Team, o piloto cumpriu esta etapa registando o 56º tempo, resultado que lhe permitiu subir 12 posições na classificação geral, onde ocupa agora o 55º lugar.

“Foi um dia longo com 800 quilómetros. Logo de manhã tivemos de fazer uma ligação de 450 km, seguiu-se uma especial de 270 km, muito rápida, com muitos buracos, intercalada com fesh-fesh e muito pó, zonas de lama e poças gigantes.

Na primeira parte apanhei muito pó e não conseguia andar, tinha que ir ao ritmo dos que iam à frente, quase todos quad. Depois a pista começou a ficar mais rápida, chão duro e com algum vento e aí já consegui atacar. A moto é brutal, muito rápida. Consegui passar bastantes pilotos, consegui recuperar alguns lugares e estou contente.

Consegui desfrutar um bocadinho mais do dia de hoje. No início sentia um pouco de receio de andar nos buracos a 160km/h, por duas vezes a 180, mas a moto é muito segura, tem suspensões brutais e depois começámo-nos a habituar a ter uma margem de progressão muito grande e a perceber que os perigos não têm uma dimensão assim tão grande quanto, por vezes, aparentam. Estou contente, ainda não estou no lugar que pretendo, mas acho que facilmente vamos conseguir chegar mais à frente”, salientou o piloto em San Miguel de Tucuman.

A terceira etapa do Rally Dakar, que se disputa amanhã, vai ter um total de 780 quilómetros entre San Miguel de Tucuman e San Salvador de Jujuy. O troço cronometrado de 364 km terá uma segunda parte toda ela disputada acima de 3400 metros de altitude.