Ralicross de Sever do Vouga: Resumo dos Treinos e 1ª Qualificação

Ralicross de Sever do Vouga: Resumo dos Treinos e 1ª Qualificação

222

Ludgero Santos (Toniauto TNTT) fez o melhor tempo dos treinos nos Super Buggy, mas com forte oposição de Axier Guinea (Fórmula Hosek), o piloto espanhol que alinha nesta prova, e termina a seis décimas do homem do Team Neutura.

Mais uma prova emocionante em perspectiva para a Super 1400 Iniciação. Nove décimas separam os quatro mais rápidos. José Eduardo Rodrigues (Toyota Starlet) lidera por 63 milésimas.

Na Super Nacional as coisas não estão muito diferentes e um segundo é a diferença entre os quatro primeiros, com João Oliveira (Peugeot 206) a ser o mais rápido por meio segundo.

Também na Super 1600 cada décima conta. Hélder Ribeiro (Citroen C2) é o mais rápido, Pedro Almeida (Peugeot S1600) está a 38 milésimas de segundo.

Mário Barbosa (Citroen DS3) afirmou-se como o mais rápido da sessão de treinos. Foi quatro décimas mais rápido do que Ricardo Soares (Ford Focus).

O Kartcross não escapou à regra do equilíbrio de andamentos. Neste caso são os nove mais rápidos que estão separados por um segundo e Pedro Rosário (Semog Bravo) bateu Nuno Bastos (ASK EVO) por 15 milésimas.

1ª Corrida de qualificação

Super Buggys
Ludgero Santos (Toniauto TNTT) valeu-se da pole-position e arrancou bem na frente. Axier Guinea (Fórmula Hosek) andava colado. Mas o espanhol esqueceu-se de cumprir a joker-lap e era penalizado; na classificação final era sexto.

Melhor estiveram Luís Santos (Toniauto TNTT) e António Santos (Toaniauto TNTT), que fizeram “tudo direitinho” e até lutaram pela segunda aposição até ao fim, mas Luís levou a melhor.

Super 1400 Iniciação
Santinho Mendes (Peugeot 206) partiu bem e colocou-se na frente, ultrapassando José Eduardo Rodrigues (Toyota Starlet) que partia da pole-position. Luta até ao fim com os dois da frente a não baixarem os braços, foi o mote da corrida.

A luta pela terceira posição prometia, mas com o passar das voltas Leandro Macedo (VW Polo) levava a melhor.

Super Nacional
Serie A: Boa partida para João Oliveira (Peugeot 206), que dominou a corrida. José Sousa dava luta, mas só enquanto a mecânica do Peugeot 306 o permitia. Bernardo Maia (Citroen AX) ficava assim com a porta aberta para ser segundo, à frente de Ademar Pereira.

Serie B: Tiago Seguro (Peugeot 306) era o melhor no arranque e Bruno Ferreira (Honda Civic) não ia além da curva 1, com problemas mecânicos. No final vitória fácil para Tiago Seguro, seguido por José Fábrica (Peugeot 205) e Fernando Silva (Seat Ibiza Tdi).

Super 1600
Bruno Gonçalves (Citroen Saxo Kit Car) foi o mais rápido no arranque. Pedro Almeida (Peugeot S1600) pressionava forte, mas ao baixar da bandeira seria segundo. Hélder Ribeiro (Citroen C2) levava a melhor sobre Pedro Ribeiro (Peugeot 206) e era terceiro.

Super Cars
Há já algum tempo que não se via uma grelha de partida tão bem preenchida nos Super Cars. Mário Barbosa (Citroen DS3) não esteve pelos ajustes e foi para frente. Joaquim Santos (Opel Astra OPC) ficava a discutir o segundo posto com Danny Moreau (Renault Clio). Com o passar das voltas o francês levava a melhor. Carlos Fernandes (Toyota Celica) seria o melhor Super Nacional 4WD. Daniel Costa (Citroen Saxo Bi-motor) ficava pelo caminho, com um furo.

Kartcross
Pedro Rosário (Semog Bravo) partia bem e colocava-se na frente. José Pinheiro (Semog Bravo) ficava na curva 2, depois de um toque, meio pião e motor calado. Pedro Rosário estava na frente, mas durante toda a corrida teve Nuno Bastos (ASK Evo) completamente colado à traseira. Ao baixar da bandeira de xadrez a diferença entre ambos era de 28 centésimas de segundo. Luís Almeida (Semog) era o terceiro elemento deste trio que rodava compacto. Oito décimas de diferença entre o vencedor e o terceiro.

Amanhã (Domingo, 13) tudo recomeça às 9.30h, com warm-up e corridas de qualificação. As finais estão marcadas para as 16.00 horas.

PARTILHAR