Ralicross de Mação 2017: Joaquim Machado prejudicado por uma transmissão partida

Ralicross de Mação 2017: Joaquim Machado prejudicado por uma transmissão partida

Numa altura em que Joaquim Machado e o Peugeot 206 estavam muito competitivos, parte-se uma transmissão. O carro diminui a velocidade e Joaquim Machado é obrigado a tirá-lo de pista, a poucos metros da penúltima passagem pela meta.

25

Joaquim Machado - Ralicross de Mação 2017O Peugeot 206 S1600, preparado pela Kaxa & Motor esteve sempre competitivo, numa categoria em que os centésimos de segundo são importantes.

Nos treinos, Joaquim Machado conseguiu o segundo melhor crono. Depois, nas corridas de qualificação, terminou em idêntica posição. Três corridas cheias de garra, deixaram-no nesse lugar. Melhor, só o já campeão da categoria.

Na final, tudo a correr pelo melhor. Andamento forte, táctica correcta quanto à volta de entrada da Joker, deixam Joaquim Machado e o Peugeot 206 no segundo posto, depois de todos terem cumprido o percurso alternativo.

Falta pouco mais de uma volta para Machado receber a bandeira de xadrez e tudo parece estar definido quanto a classificações. Seria difícil chegar ao primeiro posto, mas igualmente o seria perder a sua posição. Mas o azar bateu-lhe à porta.

Numa altura em que Machado e o 206 estavam muito competitivos, parte-se uma transmissão. O carro diminui a velocidade e Joaquim Machado é obrigado a tirá-lo de pista, a poucos metros da penúltima passagem pela meta. Foi perder, de modo inglório, uma posição que só mesmo um azar lhe roubaria.

Quanto ao Campeonato, Joaquim Machado continua a lutar por um lugar do pódio. E, da forma como o Peugeot 206, preparado pela Kaxa & Motor, se apresentou em Mação, a conquista desse lugar está perfeitamente ao alcance do piloto de Lousada. Bastará que os azares tenham terminado.