Ralicross de Lousada II 2017: JCP Racing com prova difícil, mas balanço...

Ralicross de Lousada II 2017: JCP Racing com prova difícil, mas balanço positivo

Na decisiva final, um toque logo no inicio fez José Carlos Pinheiro perder algumas posições, mas retomou a prova; numa pista onde não é fácil conseguir ultrapassagens, completou as 7 voltas da corrida na 13ª posição final

38

José Carlos Pinheiro - Ralicross de Lousada 2017O Campeonato Nacional de Kartcross prosseguiu este fim-de-semana no Circuito da Costilha, como é conhecido, onde decorreu nova edição do Ralicross Circuito de Lousada. A prova que esteve sob a responsabilidade do Clube Automóvel de Lousada contou com muito calor durante os 2 dias de prova, ao que se juntou ainda o muito pó na pista que veio trazer dificuldades acrescidas aos pilotos.

O Nacional de Kartcross voltou a não baixar a média de inscritos e em Lousada foi possível voltar a ter mais de 2 dezenas de equipas no campeonato destinado aos Kartcross, com a habitual presença de José Carlos Pinheiro em Semog Bravo ER.

O piloto de Castelo Branco voltou a começar bem a prova, com um excelente crono nos treinos cronometrados, alcançando a 7ª melhor marca Ainda no Sábado, a 1ª corrida correu de feição ao piloto, conseguindo ascender à 9ª posição.

No Domingo, o pó trouxe enormes dificuldades de visibilidade, com o piloto a baixar o ritmo descendo à 14ª posição na 2ª corrida, para na 3ª voltar a estar em bom plano com a subida à 8ª posição.

Na decisiva final, um toque logo no inicio fez o piloto perder algumas posições, mas retomou a prova; numa pista onde não é fácil conseguir ultrapassagens, completou as 7 voltas da corrida na 13ª posição final.

Mais um bom resultado geral para José Carlos Pinheiro, que tem vindo a evoluir significativamente prova após prova, estando cada vez mais à vontade com o seu Semog, que voltou a estar em pleno, estando assim reunidas as condições para ir ainda mais além na classificação final.