Rali de Itália 2017: Andreas Mikkelsen substitui Stéphane Lefebvre na Sardenha

Rali de Itália 2017: Andreas Mikkelsen substitui Stéphane Lefebvre na Sardenha

A Citroën Racing mantém-se fiel à sua política de detecção e formação de jovens pilotos, bem como na sua utilização. A dupla Stéphane Lefebvre/Gabin Moreau estará de voltar ao seu C3 WRC no Rali da Polónia

63

O Citroën Total Abu Dhabi World Rally Team alterou a composição das suas equipas para o Rally Italia Sardegna (8 a 11 Junho), com a inscrição da dupla Andreas Mikkelsen/Anders Jaeger para o Citroën C3 WRC #9. A cerca do meio da temporada, esta oportunidade recíproca fará com que a equipa possa beneficiar da experiência da dupla norueguesa, 3ª classificada no Campeonato do Mundo de 2016, ao mesmo tempo que lhes permite o regresso ao primeiro plano, num WRC versão 2017.

A Citroën Racing mantém-se fiel à sua política de detecção e formação de jovens pilotos, bem como na sua utilização. A dupla Stéphane Lefebvre/Gabin Moreau estará de voltar ao seu C3 WRC no Rali da Polónia (29 Junho a 2 Julho).

Aquando do seu regresso oficial ao Campeonato do Mundo FIA de Ralis, a Citroën definiu como objectivo principal ganhar provas de um modo regular. Com uma primeira vitória obtida no final do Rali Guanajuato México tal foi parcialmente alcançado. No entanto, o decurso da primeira metade da temporada levou a Citroën Racing a analisar uma expansão do seu efectivo de pilotos.

Como tal, Andreas Mikkelsen irá juntar-se, de modo pontual, à equipa por ocasião do Rally de Itália/Sardenha. Terceiro classificado no Campeonato do Mundo de 2016, onde alcançou duas vitórias, mas sem volante para a presente temporada do WRC, o piloto norueguês irá descobrir o Citroën C3 WRC. Para melhor o preparar, a Citroën Racing irá organizar um dia de testes antes do rali.

Por este faco, Stéphane Lefebvre não estará à partida da prova italiana, sendo que o piloto francês apenas fará o reconhecimento do percurso, antes de se concentrar na sua próxima participação, o Rali da Polónia. Explorando a oportunidade de contar com um piloto experiente e disponível, a Citroën demonstra a sua determinação em tornar rentável o seu regresso oficial ao Mundial de Ralis da FIA.



Comentários

Yves Matton, Director da Citroën Racing
“Após os seis primeiros ralis da temporada, parece que os resultados da Citroën Total Abu Dhabi WRT não estão completamente à altura dos objectivos definidos no início da temporada. Ao mesmo tempo, Andreas Mikkelsen está activamente à procura de poder voar ao mais alto nível do Mundial de Ralis. Chegámos, assim, a um acordo para que ele possa estar ao volante de um dos nossos C3 WRC no Rali de Itália/Sardenha.

Acho que estamos todos muito satisfeitos com esta oportunidade! O Andreas tem uma boa experiência desta prova, o que não é o nosso caso, pois a equipa Abu Dhabi Total WRT não esteve presente na Sardenha no ano passado. Devido a uma preparação limitada, o Andreas não tem nenhum objectivo definido. Pedimos-lhe, muito simplesmente, para andar num ritmo consistente com as suas sensações ao volante.

Gostaríamos de agradecer à FIA e à Skoda Motorsport por nos ter autorizado esta alteração, bem como ao Stéphane Lefebvre, que cede o seu lugar nesta prova. Não é uma sanção ou uma questão relativa ao nosso investimento em jovens pilotos, mas uma decisão projectada para optimizar as hipóteses da Citroën. O Stéphane aceitou a necessidade de se colocar ao serviço da equipa, sendo que estará também presente na Sardenha para os reconhecimentos e, depois, na Polónia, para ali disputar o rali”.

Andreas Mikkelsen
“Não é segredo para ninguém que desde o final da temporada de 2016 estou à procura de uma solução para continuar a evoluir ao mais alto nível dos ralis mundiais Estou, por isso, muito feliz por poder juntar-me à Citroën Total Abu Dhabi WRT por ocasião do Rali de Itália/Sardenha.

O palmarés da Citroën no WRC é impressionante e estou ansioso para trabalhar com esta equipa. Vitorioso no primeiro rali de terra da temporada, o Citroën C3 WRC mostrou que o seu potencial e evolução parecem regulares. Estou ansioso por definir as minhas marcas nos testes e, em seguida, iniciar a preparação do rali. Sentirei, sem dúvida, algumas dificuldades no início, mas o essencial para mim será estar verdadeiramente de regresso ao topo. Gostaria de agradecer a todos aqueles que trabalharam para que esta oportunidade se concretizasse”.