Rali da Polónia 2017: Resumo final da Citroen Racing

Rali da Polónia 2017: Resumo final da Citroen Racing

O jovem piloto francês Stephane Lefebvre terminou o Rali da Polónia 2017 no 5º lugar, igualando o seu melhor resultado no WRC (Monte Carlo 2016)

50

Stephane Lefebvre - Rali da Polónia 2017Ao terminar no 5º lugar da geral, a dupla Stéphane Lefebvre e Gabin Moreau garantiu o melhor resultado para a Citroën Total Abu Dhabi WRT no Rali da Polónia. A equipa levou todos os seus três carros até final da prova, colocando a dupla Andreas Mikkelsen/Anders Jæger no 9º lugar e Craig Breen/Scott Martin na 11ª posição final.

Disputada esta manhã, a 3ª e última Etapa do Rali da Polónia compôs-se de duas Especiais, percorridas por duas vezes e sem qualquer assistência de permeio. Regressada na noite anterior, a chuva ainda caía quando os carros deixaram o Parque de Assistência, prenunciando circunstâncias especialmente difíceis.

Os pilotos da Citroën eram unânimes no point-stop de Orzysz, considerando que as estradas estavam tão escorregadias que era impossível atacar com confiança. A confirmação viria logo na primeira passagem por Paprotki, marcada por várias reviravoltas. Ao ataque, Mikkelsen saía a direito num cruzamento após uma travagem mais tardia, entregando o seu 10º lugar a Hänninen.

Terceiro mais rápido na Especial, Stéphane Lefebvre trazia consigo parte de uma cerca, atingida quando se distraía com uma ferramenta que surgiu aos seus pés. Na sequência do abandono de Tanak na Especial de Paprotki, à entrada de Orzysz, os pilotos da Citroën subiram todos um lugar na geral.

Logo depois e sendo o 3º mais rápido na SS22, Andreas Mikkelsen voltava a aproximar-se de Hanninen, ficando apenas a 4 segundos, pelo que as posições finais decidir-se-iam, assim, na Power Stage. Após os 18,68 km desta última especial, Mikkselsen surgia à frente do seu rival, por 14,2s, chamando a si o 9º lugar.

Stéphane Lefebvre também obteve um bom tempo, a 1s do seu companheiro de equipa, ganhando depois uma posição adicional após um erro de Suninen. O jovem piloto francês terminava, assim, o Rali da Polónia no 5º lugar, igualando o seu melhor resultado no WRC (Monte Carlo 2016).

Fora do top-10 desde o seu problema mecânico na manhã de Sexta-feira, Craig Breen fez uma boa recuperação até ao 11º lugar. Apesar da sua posição a abrir a estrada no terceiro dia de competição, o piloto irlandês acumulou uma valiosa experiência com vista ao próximo rali.

Com três carros à chegada da prova, sem que qualquer deles tenha passado pelo Rally2, a equipa técnica manifestava a sua satisfação pelo acumulado de dados recolhidos num terreno tão específico. Os trabalhos irão agora prosseguir tendo em vista o Rali da Finlândia, que se corre de 27 a 30 de Julho, palco onde a equipa inscreve três C3 WRC, confiados a Kris Meeke, Craig Breen e Khalid Al Qassimi.

Para o ADAC Rally Deutschland (17-20 de Agosto) os pilotos presentes serão Kris Meeke, Andreas Mikkelsen e Craig Breen.



Comentários

YVES MATTON, DIRECTOR DA CITROËN RACING
“Definimos este rali como o início de uma nova fase na nossa temporada. As alterações feitas no Citroën C3 WRC foram benéficas, mesmo que o tempo não nos tenha permitido demonstrá-las de um modo sistemático. Com três carros a completar todo o rali, os engenheiros poderão analisar os muitos dados recolhidos e continuar o processo de desenvolvimento.

Também estou contente por ver o Stéphane Lefebvre alcançar o seu primeiro top-5 com o Citroën C3 WRC. É a confirmação do seu potencial no que diz respeito à sua experiência ainda limitada. Parabéns a toda a equipa pelo seu empenho ao longo de todo o fim-de-semana”.

STÉPHANE LEFEBVRE
“É um bom resultado para todos, depois de um início de temporada difícil. Agradeço à equipa que nunca deixou de me apoiar e ao meu engenheiro que me ajudou a fazer o melhor rali da minha carreira. Desde que houvesse aderência suficiente senti-a confiança suficiente para atacar. Não irei estar à partida dos dois próximos ralis, pelo que posso ir de férias com o espírito em alta”.

ANDREAS MIKKELSEN
“As especiais estavam bem mais agradáveis na segunda passagem, porque a aderência era melhor. Atacámos e estou feliz por terminar o rali desta forma, com um bom tempo na Power Stege. Estou ansioso por testar o C3 WRC no asfalto para o Rali da Alemanha”.

CRAIG BREEN
“Este fim-de-semana foi um dos mais difíceis da minha carreira e estou feliz por ter acabado. Todos trabalhámos muito para evoluir o carro, mas nunca me senti verdadeiramente confiante. Vamos testar antes da Finlândia, o que me permitirá preparar-me para este rali onde, no ano passado, obtive o meu primeiro pódio”.

Classificações WRC 2017

PILOTOS
1º Sébastien Ogier, 160 pontos
2º Thierry Neuville, 149
3º Jari-Matti Latvala, 112

8º Craig Breen, 43

10º Kris Meeke, 27
11º Stéphane Lefebvre, 22
12º Andreas Mikkelsen, 21

CONSTRUTORES
1º M-Sport WRT – 259 pontos
2º Hyundai Motorsport – 237
3º Toyota Gazoo Racing WRT – 156
4º Citroën Total Abu Dhabi WRT – 121