Rali Aguiar da Beira 2017: Eduardo Veiga sem sorte em Sernancelhe

Rali Aguiar da Beira 2017: Eduardo Veiga sem sorte em Sernancelhe

Um tubo rebentado, que levou a que o pedal da embraiagem deixasse de funcionar, obrigou a dupla do Ford Escort MkII, Eduardo Veiga/Daniel Amaral, a desistir no Rali de Sernancelhe/Aguiar da Beira

60

Eduardo Veiga - Rali Aguiar da Beira 2017Um tubo rebentado, que levou a que o pedal da embraiagem deixasse de funcionar, obrigou a dupla do Ford Escort MkII, Eduardo Veiga/Daniel Amaral, a desistir no Rali de Sernancelhe/Aguiar da Beira.

Assim, na manhã de Sábado, Eduardo Veiga teve de fazer todas as partidas para os troços com o motor desligado e a primeira velocidade engatada. Depois, com a ajuda do motor de arranque, o carro lá começava a andar, aos soluços e, depois, arrancava. Mas foi um esforço que não deu frutos, nesta prova pontuável para a Taça Nacional de Ralis FPAK – Asfalto, que se realizou no passado fim-de-semana.

A desistência aconteceu a poucos quilómetros da assistência. Chegar a esta era o objectivo, pois a resolução do problema era possível. Enquanto andou, mesmo com o problema relatado, os bons resultados aconteceram. Depois de sete Provas Especiais completadas, e quando faltavam somente três, Eduardo veiga encontrava-se na quinta posição à geral, mas terceira entre os que pontuavam para a referida Taça. E, entre estes, liderava nas duas rodas motrizes.

“É a terceira vez que não temos sorte, esta temporada, com desistências por pequenos problemas. Tentámos tudo para chegar à assistência, mas não conseguimos. Foi pena, pois iríamos terminar numa boa posição, caso este azar não nos atingisse”. Palavras de Eduardo Veiga, com alguma mágoa à mistura, pouco depois de desistir.

Eduardo Veiga vai ao Rali de Santa Maria, prova pontuável para o Campeonato dos Açores e que se realiza dias 11 e 12 de Agosto.