Ocean Race Lisboa: Skippers fazem a antevisão da próxima etapa

Ocean Race Lisboa: Skippers fazem a antevisão da próxima etapa

26

Os skippers das sete equipas em competição na Volvo Ocean Race 2014-15 reuniram-se pela última vez em Lisboa, esta Sexta-feira (5 de Junho), numa conferência de imprensa, para fazer a antevisão da 8ª etapa da maior regata à volta do mundo, que ligará Lisboa a Lorient (França).

Volvo Ocean Race 2015 - Lisboa - Antevisão da 8ª EtapaEsta será a mais curta viagem das equipas da Volvo Ocean Race, que depois seguem para a última etapa da regata com destino a Gotemburgo (Suécia) – tendo pelo meio 24 horas de paragem em Haia (Holanda) – onde será anunciado o grande vencedor.

A conferência de imprensa contou com a presença de Chris Nicholson, skipper do Team Vestas Wind, que regressa à competição na etapa de Lisboa. As restantes equipas mostraram-se satisfeitas com o regresso da ‘equipa azul’; no entanto, admitem que será mais um concorrente forte que dificultará o percurso até à final. Sam Davies, skipper do Team SCA confessa que “é bom ver o Team Vestas Wind de volta“.

Nós comentávamos que a regata não era a mesma sem o barco azul. E a verdade é que mais uma equipa em competição faz toda a diferença e pode mudar muito os resultados“, revela a timoneira da equipa feminina.

Ian Walker (Abu Dhabi Ocean Racing) também admitiu que “Chris será um dos mais fortes concorrentes“.

Mais um barco já faz toda a diferença na pontuação e no mar também. O Chris tem muita experiencia e é muito bom. O barco está fantástico, e a história deles, apesar de triste, é um exemplo de força e dedicação“, disse o skipper britânico.

A etapa entre Lisboa e Lorient será uma das mais difíceis viagens devido ao tempo instável e ventos fortes. Charlie Enright, skipper do Team Alvimedica confessa que “quando sair do rio será uma surpresa“.

Espero que o treino que fizemos nos ajude no caminho para França. Gostámos muito de treinar em Lisboa porque tem óptimas condições para vela“, disse o norte-americano, o líder mais novo de toda a frota da Volvo Ocean Race.

Ian Walker, reforça o receio de Charlie, naquela que “será uma das viagens mais difíceis“.

Vamos estar a velejar contra o vento, o que significa que há mais complicações e mudanças de velocidade“, destacou o homem-forte da equipa dos Emirados Árabes Unidos.

Em relação às penalizações atribuídas na quarta-feira pelo júri, Bouwe Bekking, skipper do Team Brunel diz que não terão feito grande diferença na tabela.

O Team Abu Dhabi Ocean Racing continua na liderança, mas ainda temos hipótese de ganhar. Estou muito confiante para a próxima etapa“, revelou o holandês, responsável máximo da primeira equipa a chegar ao cais da Doca de Pedrouços na madrugada do dia 27 de Maio.

Charles Caudrelier, do Dongfeng Race Team, foi de encontro às palavras de Bekking, assumindo que “a penalização foi só de um ponto, o que não afectou muito a tabela“.

Temos que aceitar e preparar a próxima viagem para superarmos a MAPFRE. Vai ser uma boa luta“, disse o francês.

Também o Team Vestas Wind, que regressa ao mar, depois de 5 meses afastado da competição devido a um acidente ocorrido na 2ª etapa da Volvo Ocean Race, mostrou-se satisfeito e muito ansioso.

Vai ser duro depois de tanto tempo fora, mas estamos muito confiantes“, disse o skipper Chris Nicholson.

A Volvo Ocean Race Lisboa decorre até ao próximo Domingo (7 de Junho), dia da partida dos barcos para Lorient. Este Sábado (6 de Junho), decorre a In-Port Race pelas 14:00, regata que se reveste de natural importância, uma vez que em caso de empate na classificação geral, serão estas a servir de critério de desempate.

Resultados das regatas Pro-Am que decorreram esta Sexta-feira

Pro Am 2
* 1º Team Dongfeng
* 2ª Team Vestas Wind
* 3º Abu Dahbi Ocean Racing

Pro Am 3
* 1º Adu Dahbi Ocean Racing, com a presença a bordo do Presidente da CML, Fernando Medina
* 2ª Team SCA, com a presença a bordo da Princesa Victoria da Suécia
* 3º Team Mapfre