Nacional de Trial: Rebordosa abriu ontem nova temporada

Nacional de Trial: Rebordosa abriu ontem nova temporada

109

A localidade de Rebordosa recebeu ontem (21) a primeira ronda do campeonato nacional de trial 2015. Uma ronda de abertura marcada por intenso calor e na qual estiveram presentes 18 pilotos que enfrentaram quatro passagens às oito zonas de obstáculos, uma delas desenhada num ribeiro e as restantes caracterizadas pela terra solta e pedra com variação do nível de tracção de acordo com o piso.

Com o calor a ser o principal adversário de muitos dos pilotos presentes, as zonas desenhadas para esta ronda inicial do campeonato mostraram-se acertadas para o arranque de uma nova época e as quase duas dezenas de pilotos presentes dividiram-se pelas lutas nas cinco classes que envolvem a nova época da modalidade.

Na classe maior, Elite, foi o campeão nacional quem impôs a sua lei ao começar a época com uma vitória. Diogo Vieira, este ano dividido entre o enduro e o trial, venceu de forma autoritária aos comandos da sua Ossa, batendo no final Ricardo Damil com clara vantagem. O piloto de Torres Vedras terminou as 32 zonas de obstáculos com 59 pontos, com Vieira a fechar a sua contagem com apenas uns superiores 14 pontos de penalização. A fechar o pódio ficou Filipe Paiva, com 88 pontos de penalização.

Entre os Consagrados foi Rita Vieira, irmã de Diogo, que este ano enfrenta igualmente os percursos do Nacional de Enduro, quem levou de vencida a concorrência. A piloto do Porto terminou a prova com 52 pontos de penalização, batendo Manuel Teixeira – filho do piloto de enduro Mané Teixeira – por cinco pontos, ficando Ruben Carvalho no degrau mais baixo do pódio com 64 pontos, averbados no final das quatro voltas pelas oito zonas de obstáculos preparados pela organização.

Com apenas dois pilotos na classe Promoção, a vitória ficou nas mãos de Bernardo Silva, melhor face a Duarte Lopes, sendo quase uma centena os pontos de penalização que separaram ambos os atletas.

Entre os mais novos, que competem todos aos comandos de motos eléctricas e em zonas desenhadas especialmente para eles, a vitória nos Iniciados coube a Leonor Moreira, com 4 pontos de penalização, na frente de Mariana Afonso – também ela filha de um piloto de enduro e motocross – que terminou a sua prova com seis pontos de penalização, menos um que o terceiro classificado, Dinis Sá.

Os mais pequenos, Infantis, viram Martin Garcia – este filho do antigo pluri-campeão nacional da especialidade André Garcia – bater de forma superior Madalena Moreira, ambos na frente do piloto mais jovem em prova, Miguel Garcia, igualmente filho de André Garcia, que aos 3 anos de idade iniciou a sua primeira participação no campeonato nacional com o terceiro posto.

Um excelente arranque de uma nova época para o Campeonato Nacional de Trial, que este ano terá novamente provas Outdoor, como esta em Rebordosa, e igualmente provas Indoor.

Classificação final

Elite
1º Diogo Vieira (Ossa), 14 pontos
2º Ricardo Damil (JGas), 59
3º Filipe Paiva (JGas), 88
4º Miguel Rodrigues (JGas), 89

Consagrados
1º Rita Vieira (Ossa), 52 pontos
2º Manuel Teixeira (Gas Gas), 57
3º Ruben Carvalho (JGas), 64
4º Henrique Raposo (JGas), 68
5º Leonardo Coimbra (Gas Gas), 87
6º Sofia Porfírio (Gas Gas), 121

Promoção
1º Bernardo Silva (Gas Gas), 41 pontos
2º Duarte Lopes (Gas Gas), 137

Iniciados
1º Leonor Moreira (Oset), 4 pontos
2º Mariana Afonso (Oset), 6
3º Dinis Sá (Oset), 7

Infantis
1º Martin Garcia (Oset), 3 pontos
2º Madalena Moreira (Oset), 32
3º Miguel Garcia (Oset), 33