Mundial Paraciclismo 2017: Luís Costa ficou à porta de novo pódio

Mundial Paraciclismo 2017: Luís Costa ficou à porta de novo pódio

Luís Costa terminou a prova de 60,7 quilómetros com o mesmo tempo dos três primeiros classificados que, entre si, repartiram as medalhas.

26

Luís Costa - Mundial de Paraciclismo 2017Dois dias após conquistar a primeira medalha de sempre de um português num Campeonato do Mundo de Paraciclismo, na prova de contra-relógio, Luís Costa quedou-se a escassos centímetros do pódio da corrida de fundo da classe H5, destinada a bicicletas locomovidas com as mãos.

Luís Costa terminou a prova de 60,7 quilómetros com o mesmo tempo dos três primeiros classificados que, entre si, repartiram as medalhas.

“É um resultado que reflete a evolução do atleta, mas que peca, quiçá, por algum excesso de confiança. O Luís foi bastante voluntarioso, desgastou-se muito na parte final e, no sprint, acabou surpreendido por rivais que se revelaram mais fortes e experientes”, explicou o seleccionador nacional de Paraciclismo, José Marques.

O título mundial foi conquistado pelo holandês Tim De Vries que cumpriu as dez voltas do percurso em 1h50m11s, à média horária de 33,05 km/h.

O italiano Alessandro Zanardi foi segundo classificado, seguido por novo paraciclista holandês, Johan Reekers.

Luís Costa chegou no mesmo tempo do vencedor para a quarta posição e encerrando a sua participação no Mundial que se disputa em Pietermaritzburg, na África do Sul.