Mundial Moto2: Miguel Oliveira cai em Misano, mas não foi o único

Mundial Moto2: Miguel Oliveira cai em Misano, mas não foi o único

No total, a chuva intensa deste Domingo no GP de Itália em Misano afastou metade dos 32 pilotos de Moto2 em pista.

25

Miguel Oliveira - Moto2 2017 - MisanoA 13ª prova do Campeonato do Mundo de Moto2 foi marcada por condições impiedosas de chuva. Miguel Oliveira, o piloto da Red Bull KTM Ajo, caiu em pista, a 17 voltas do final, depois de um arranque excelente, que o fez conquistar 5 posições apenas na primeira volta.

O piloto da Charneca da Caparica estava com um ritmo de corrida fantástico, na 4ª posição, atrás de Mattia Pasini, que iria cair, debaixo de uma intensa chuva. A queda do italiano ofereceu um lugar no pódio a Miguel Oliveira, lugar este que pareceu confirmado por uma nova queda, desta vez do líder do campeonato mundial de Moto2, Franco Morbidelli, que comandava também a corrida no circuito de Misano, passando a liderança para o suíço Dominique Aegerter.

Após ser ultrapassado por Thomas Luthi, Miguel Oliveira consegue defender a 3ª posição, mantendo um ritmo sólido e começando a recuperar tempo para os pilotos da frente.

O piloto luso preparava-se para consolidar aquele que iria ser o seu 6º pódio desta temporada, quando perdeu a frente da moto numa travagem. Depois da queda, o piloto português ainda tentou voltar à pista, mas viu-se forçado a abandonar a corrida já que a sua KTM não estaria nas melhores condições.

No total, a chuva intensa deste Domingo em Misano afastou metade dos 32 pilotos de Moto2 em pista.

Sem possibilidade de pontuar, Miguel Oliveira mantém-se ainda assim no 4º lugar na classificação geral do Campeonato, com 141 pontos, apenas a 14 de Alex Marquéz.

Comentário de Miguel Oliveira (#44)

“A minha queda foi uma pena, estávamos a construir bons resultados este fim-de-semana. Vi no ‘warm up’ como ia ser difícil correr no limite debaixo destas condições [de chuva intensa]. Apesar de não estar a forçar o andamento, acabei por perder a frente”.