Mundial 2017: Portugal perde com a Bélgica na Poule D Sub-20 Femininos

Mundial 2017: Portugal perde com a Bélgica na Poule D Sub-20 Femininos

A equipa belga deu hoje um passo firme rumo a um possível apuramento para o Campeonato do Mundo de 2017 - Sub-20 femininos ao vencer Portugal por 3-0

36

A equipa belga, treinada pelo bem conhecido dos portugueses Dominique Baeyens (ex-treinador dos séniores masculinos da Bélgica), deu hoje um passo firme rumo a um possível apuramento para o Campeonato do Mundo de 2017 – Sub-20 femininos ao vencer Portugal por 3-0 (25-12, 25-17 e 25-17).

Hoje, a Bélgica defronta a Polónia às 15h00, no Centro Cultural de Viana do Castelo. Portugal defronta a Polónia no Domingo (17h30), último dia de competição da Poule D europeia.

A Bélgica entrou determinada no jogo, impondo-se com surpreendente facilidade (8-1, 19-7) a uma equipa portuguesa algo nervosa e pouco crente nas suas capacidades: 25-12.

O segundo parcial foi algo diferente. Apoiado pelo público, o seis português tentou dar mais luta (4-8), mas as belgas, mais fortes no serviço e ataque, chegaram ao segundo tempo técnico com uma margem folgada (16-7) e, apesar da reacção das portuguessas com dois blocos de Ana Baptista e um serviço directo de Anna Kobrock (14-18), não tardaram a fechar o parcial com o resultado de 25-17.

No terceiro set, as belgas continuaram a alardear a sua superioridade nas acções ofensivas (16-11) e, embora as portuguesas tenham tentado reagir, as jogadoras do Benelux selaram o triunfo com o resultado de 25-17.

A portuguesa Júlia Kavalenka, com 19, e a belga Britt Herbots, com 18 pontos, foram as melhores pontuadoras do jogo.

Comentários

Dominique Baeyens, Treinador da Bélgica
“Este jogo foi um pouco mais fácil do que aquilo que estávamos à espera. Sabíamos que tínhamos de servir bem e assim fizemos, criando muitos problemas ao passe (primeiro toque) do nosso adversário e isso foi a razão dos 3-0. Amanhã, creio que vai ser um jogo diferente frente à Polónia, que tem uma boa equipa”.

António Guerra, Treinador de Portugal
“A Bélgica tem uma qualidade de serviço muito grande e nós sabíamos que só se conseguíssemos ter um bom primeiro toque é que poderíamos equilibrar. Como não conseguimos, foi praticamente impossível desenvolvermos o nosso jogo”.