MotoGP: Miguel Oliveira com final inglório em Brno

MotoGP: Miguel Oliveira com final inglório em Brno

177

A 11ª corrida de Moto3 do Campeonato do Mundo de MotoGP, em Brno, não teve o desfecho esperado para Miguel Oliveira, que terminou na 8ª posição, depois de vários incidentes que condicionaram a prestação do português.

Numa corrida mais curta do que o previsto, depois de uma primeira partida interrompida por duas quedas colectivas que levaram a direcção da corrida a mostrar a bandeira vermelha, o piloto português fez, por duas vezes, uma recuperação impressionante de posições até à frente da corrida. Miguel Oliveira, que foi o autor da volta mais rápida da corrida, seguia na 1ª posição na entrada para a última volta. Contudo, o piloto português não conseguiu manter a liderança e acabou na 8ª posição numa corrida muito renhida.

Foi uma corrida com sabor amargo para Miguel Oliveira, que ainda pela manhã liderava o pelotão no warm-up. Se num primeiro momento o português, que partiu do 12º lugar, recuperou em meia volta 8 posições e se preparava para atacar a liderança quando a prova foi interrompida pela direcção de corrida, no segundo arranque a recuperação foi mais difícil, para uma prova de apenas 12 voltas por oposição às 19 inicialmente previstas. Mas, a 10 voltas do fim, já Miguel tinha recuperado todos os lugares e lutava pela defesa do lugar cimeiro. Porém, na última volta, acabou por ser relegado para o 8º lugar.

Na corrida tivemos um pouco de tudo: bons momentos e outros menos bons. O primeiro arranque foi muito bom e estava no quarto lugar antes de ter que regressar às boxes“, começa por descrever Miguel Oliveira.

A segunda partida não foi igual mas, ainda assim, não foi difícil recuperar posições e estava na frente depois de poucas voltas. Seguir uma estratégia nestas condições foi difícil porque todos os pilotos se estavam a ultrapassar uns aos outros a cada volta e defender-me contra todos os ataques foi difícil. Umas vezes corre bem, outras vezes corre mal. Agora temos de nos preparar para Silverstone, um circuito que gosto muito, com o mesmo entusiasmo“, remata o piloto português da Red Bull KTM Ajo.

O piloto de Almada mantém o 4º lugar na classificação geral do campeonato com 111 pontos, a 11 do 3º lugar. É interessante também salientar que neste momento, quando ainda faltam 7 corridas para o final da temporada, o Miguel Oliveira conta já com mais pontos do que os conquistados na época inteira do ano passado, em que terminou com 110 pontos.

O próximo GP ocorre em Silverstone (Inglaterra), a 30 de Agosto.