Mar Sem Fim: Prémios XXL EDP para os melhores surfistas de ondas...

Mar Sem Fim: Prémios XXL EDP para os melhores surfistas de ondas grandes

São 4 prémios em atribuição nesta 3ª edição aos surfistas que mais se destacaram no Surf de Ondas Grandes no inverno passado e processo de submissões decorre até 15 de Setembro

51

Prémios XXL EDP Mar Sem FimOs Surfistas de Ondas Grandes vão ver o seu esforço reconhecido através dos Prémios XXL EDP Mar Sem Fim. Serão 4 os prémios atribuídos aos surfistas portugueses que mais se tenham destacado ao longo da última temporada de ondas grandes, que decorreu entre 15 de Setembro de 2016 e 1 de Maio de 2017.

A organização irá seleccionar os surfistas que mais se destacaram ao longo da última época de ondas grandes de duas formas: com base em imagens online já disponibilizadas pelos surfistas ao longo do Inverno (1), lançando também o desafio aos Surfistas de enviarem para a organização as suas melhores imagens e poderem assim candidatarem-se para os prémios em disputa (2).

Na primeira edição dos prémios o Surfista da temporada foi o reconhecido surfista Nicolau Von Rupp e a segunda edição ficou marcada pela atribuição de 5 prémios e pelo destaque ao surfista Alex Botelho, que venceu 3 dos 5 prémios em disputa.

Para João Macedo, “os prémios XXL Portugueses são um momento de celebração do surf e dos surfistas de ondas grandes, sendo inevitável o EDP Mar Sem Fim estar à frente de mais uma edição destes prémios, pois tem apoiado o surf português de ondas grandes”.

“Eu estou super feliz por continuar a surfar ao meu mais alto nível e por isso ter um ano com mais nomeações”.

“Nesta terceira edição queremos continuar a destacar os feitos dos surfistas nas várias vertentes do Surf de Ondas Grandes; assim, teremos 4 prémios. O objectivo é criar as bases para que possamos continuar a fazer crescer este conceito, aumentando a notoriedade do projecto para edições futuras. Nada disto seria possível sem o apoio de todas as marcas envolvidas, que estão a valorizar cada vez mais o nosso projecto”, explicou Mário Almeida.

A primeira das quatro categorias pretende premiar o Maior ‘wipeout’ da temporada (queda), onde será atribuído um prémio de 500 euros ao surfista que tenha a queda com a imagem mais espectacular aos olhos dos Juízes.

O Município da Nazaré, que tem providenciado um apoio fundamental ao projecto e fornecendo um Hangar no Porto da Nazaré, vai distinguir o surfista com a Maior Onda de town-in da temporada, onde o vencedor terá direito a um prémio de 500 euros.

O Melhor Tubo da Temporada, apresentado pela G-Shock e que poderá ser em remada ou tow-in, vai premiar com 500 euros o surfista que submeta o melhor tubo do inverno passado e entrega ainda um relógio G-Shock Special Edition.

Por fim, o prémio máximo, que pretende destacar a Maior Onda de remada da temporada, será oferecido pela EDP, (que dá também o naming a esta segunda edição dos prémios), ao Surfista que ‘dropar’ a maior onda na sua forma mais natural, sem auxilio de mota de água.

Começa hoje o período de submissões por parte dos surfistas e nomeação por parte da organização, que decorrerá até ao dia 15 de Setembro. O painel de juízes que irá analisar as candidaturas e nomeações será apresentado brevemente e composto por entidades da área do Surf, Media, Juízes e Surfistas.

O Projecto EDP Mar Sem Fim afirma-se assim como um pilar do Surf de Ondas grandes em Portugal e, depois de uma época cheia de acção com expedições e Bolsas atribuídas, pretende agora celebrar e honrar os feitos dos melhores Surfistas de ondas grandes portuguesas.