Liga NOS: Sporting vence Estoril e salta para a liderança da competição

Liga NOS: Sporting vence Estoril e salta para a liderança da competição

Num jogo com uma parte final muito mais emocionante que os grandes filmes de suspense do mestre Hitchcock , os "leões" venceram o Estoril e passam a liderar a Liga NOS

34

Liga NOSO Sporting derrotou o Estoril-Praia, por 2-1, em encontro a contar para a 4ª Jornada da Liga NOS 2017/2018, disputado este Domingo no Estádio José Alvalade II, em Lisboa.

Depois da passagem à Fase de Grupos da Liga dos Campeões, com uma brilhante vitória sobre o Steaua de Bucareste, os “leões” queriam regressar às provas internas e continuar na “onda” vitoriosa.

Perante um Estoril, que se esperava muito fechado, o Sporting entrou forte, determinado e aos 10 minutos já vencia por 2-0, com golos de Gelson Martins e Bruno Fernandes (este na cobrança exímia de um pontapé livre directo).

Até aos 25 minutos, o Sporting poderia ter dilatado o marcador, mas o Estoril conseguiu assentar o seu futebol e começou a cortar as linhas de passe aos médios leoninos.

Assim, os “verde-e-brancos” baixaram o ritmo e deram a iniciativa de jogo aos estorilistas, que ainda assustaram Rui Patrício com alguns remates mais ou menos perigosos.

Ao intervalo, a vantagem leonina era justíssima, mas esperava-se um Sporting mais forte na entrada da segunda parte, pois num campeonato tão competitivo e equilibrado, os golos podem fazer a diferença nas contas finais.

De facto, os “leões” até entraram bem no 2º período, mas aos 50 minutos, o “gás” já se tinha esgotado e o Estoril começava a ameaçar o último reduto da formação visitada.

De susto em susto, o Sporting foi segurando o 2-0 até aos 85 minutos, altura em que Lucas Evangelista reduziu a diferença e deixou os adeptos leoninos bastante apreensivos.

Já em tempo de descontos, Cristiano Piccini ganha a linha de fundo e cruza para a grande área, onde aparece Bas Dost a cabecear para o fundo da baliza de Moreira, que podia ter feito um pouco mais para travar a marcha do esférico.

Os sportinguistas já respiravam de alívio, quando o árbitro indica que o golo estava anulado, por indicação do vídeo-árbitro, que detectou uma posição irregular (fora-de-jogo) de Piccini; vistas as imagens vemos que o VAR tem razão e por isso é uma decisão acertada.

No entanto, ainda faltavam cerca de 5 minutos para terminar o tempo de desconto e o 2-1 não dava descanso nenhum aos adeptos e jogadores do Sporting, pois o Estoril atacava muito, bem e com perigo.

No derradeiro segundo, Pedro Monteiro consegue arranjar espaço na grande área, remata cruzado e introduz a bola na baliza de Rui Patrício, fazendo uma festa louca perto da bancada onde estavam alguma dezenas de adeptos “canarinhos”.

Alvalade “gelou”, os adeptos leoninos ficaram incrédulos, alguns levantaram-se e foram embora, e Jorge Jesus irritadíssimo dava murros no banco de suplentes enquanto proferia algumas asneiras.

Quando já toda a gente pensava que o Sporting não iria aproveitar a “escorregadela” do Benfica em Vila do Conde, o árbitro indica a anulação do golo do Estoril, por fora-de-jogo (indicação novamente acertada pelo vídeo-árbitro).

A irritação de Jorge Jesus rapidamente se transformou em alegria, pois começou a correr com os braços no ar como estivesse a festejar um golo; o público também fez uma grande festa, mas muitos ainda estavam “desconfiados”, pois o árbitro dava mais 1 minuto para compensar todas estas paragens.

No entanto, mais nada aconteceu e o Sporting vence a partida, saltando para a liderança do campeonato, com os mesmos 12 pontos do FC Porto, a mesma diferença de golos (+9), mas mais 1 golo marcado que os portistas.