Liga NOS: Sporting vence Académica por 2-0 e ascende ao 2º lugar...

Liga NOS: Sporting vence Académica por 2-0 e ascende ao 2º lugar da tabela

27

O Sporting CP derrotou, este Domingo, a Académica, por 3-1, em encontro a contar para a 3ª Jornada da Liga NOS 2015/2016, disputado no Estádio Efapel Cidade de Coimbra.

Depois do empate frente ao P. Ferreira e da eliminação aos pés do CSKA, os “leões” precisavam de uma vitória para continuar a lutar pelo seu objectivo principal, a conquista da Liga NOS.

Aproveitando as fragilidades da Académica, que tinha duas derrotas nos dois primeiros jogos e ainda não tinha marcado golo nenhum, o Sporting chegou à vantagem logo aos 6 minutos, por intermédio de Carlos Mané.

Pouco depois, foi a vez de Islam Slimani aproveitar as facilidades concedidas pelo último reduto contrário e marcar o 2-0, para grande alegria dos adeptos do Sporting, que encheram o sector das bancadas destinado aos apoiantes do clube visitante.

Até aos 33 minutos, o jogo correu tranquilamente, mas sem nada o fazer prever, o árbitro Bruno Esteves resolve “borrar a pintura” e assinalar uma grande penalidade inexistente a favor da Académica.

Numa disputa de bola entre Adrien Silva e Leandro Silva, o jogador do Sporting corta a bola de forma limpa, mas o atleta da Académica estatela-se no relvado, levando o árbitro a assinalar penalty.

Na cobrança do castigo máximo, Rabiola reduz a diferença e os adeptos leoninos resolvem brindar o árbitro com palavras menos bonitas, sendo “gatuno” e “palhaço” as mais “leves”.

Até ao intervalo, a Académica tentou aproveitar o desnorte do Sporting, mas viria a ser a formação leonina a criar perigo, através de Islam Slimani, que é carregado na grande área por João Real.

O árbitro não marcou qualquer falta e os ânimos exaltaram-se, levando Jorge Jesus a protestar fortemente, o que lhe valeu uma expulsão do banco de suplentes, situação que deixou o técnico incrédulo.

Ainda JJ estava a digerir a expulsão, já Bruno Esteves apitava para se prosseguir com o jogo, algo que não devia acontecer, pois o árbitro só deveria continuar com a acção quando o técnico do Sporting abandonasse o banco e ocupasse um lugar nas bancadas.

No entanto, como estávamos perto do intervalo, ninguém se importou muito com a questão e o tempo de descanso serenou os ânimos de jogadores, dirigentes e, principalmente, de adeptos.

Na segunda parte, a Académica apareceu mais afoita a tentar chegar ao empate, mas o Sporting conseguiu sempre anular as iniciativas da formação contrária, que tem de trabalhar bastante se quiser continuar na companhia dos maiores do futebol português.

Aos 69 minutos, Fernando Alexandre corta um lance com o braço, na área de rigor, e o árbitro assinala grande penalidade, mostrando o cartão amarelo ao jogador da Académica.

Na cobrança do castigo máximo, o médio Adrien Silva atira ao poste, deixando o treinador Jorge Jesus, que estava sentado na bancada da imprensa, completamente desesperado.

Pouco depois, nova grande penalidade a favor do Sporting, e nova falta de Fernando Alexandre (que viu o segundo cartão amarelo e o consequente vermelho), deixando a Académica reduzida a 10 elementos.

Adrien Silva pegou na bola para marcar a grande penalidade, mas Jorge Jesus deu indicações ao seu treinador adjunto para ser Aquilani (que tinha entrado momentos antes) a cobrar o castigo máximo.

O médio italiano não falhou a excelente oportunidade e marcou o 3º golo da equipa lisboeta, situação que deixou os adeptos leoninos completamente descansados e a cantar a já famosa canção intitulada “Sou eu sei porque não fico em casa”.

Até ao final da partida, o Sporting controlou os acontecimentos e conseguiu segurar a vantagem até ao derradeiro apito de Bruno Esteves, que fez uma péssima exibição e complicou um jogo que até ao erro estava a ser completamente tranquilo e sem “casos”.

Com esta vitória, o Sporting passa a somar 7 pontos, os mesmos que o FC Porto e o Arouca no topo da classificação, enquanto a Académica cai para o último lugar, sem qualquer ponto, assim como o Moreirense.