Liga NOS: Empate polémico deixa Sporting cada vez mais longe do título

Liga NOS: Empate polémico deixa Sporting cada vez mais longe do título

Os "leões" empataram 2-2 com o Marítimo, mas o árbitro João Pinheiro invalidou um golo limpo a Alan Ruiz, que colocaria o Sporting em vantagem

47

O Sporting empatou (2-2) com o Marítimo, em jogo a contar para a 18ª Jornada (1ª da 2ª Volta) da Liga NOS, disputado no Estádio do CS Marítimo, no Funchal (Ilha da Madeira).

Depois da “operação Chaves” ter corrido muito mal (em 2 jogos frente aos flavienses o Sporting somou um empate e uma derrota) e da contestação dos sócios passar a ser violenta, os “leões” tinham de conseguir uma vitória na Madeira para não entrarem numa crise profunda.

Assim, o regressado Jorge Jesus (já cumpriu o castigo de 15 dias), fez algumas alterações, colocando na defesa Paulo Oliveira (apesar de Rúben Semedo já estar disponível), Ezequiel Schelotto e Marvin Zeegelaar, e no meio-campo João Palhinha (William Carvalho, muito contestado pelos sócios, ficou no banco de suplentes).

Já o técnico Daniel Ramos apresentou a sua equipa habitual e não se deu com isso, pois logo aos 8 minutos, o Marítimo chegou à vantagem, por intermédio de Éber Bessa, na excelente cobrança de um livre directo.

A reacção do Sporting foi quase imediata, mas o golo do empate só surgiria aos 24 minutos, por intermédio de Bas Dost, que reforçou a sua liderança na lista dos Melhores Marcadores da competição.

A partir dos 30 minutos, o futebol do Sporting voltou a descer de nível, e as consequências não se fizeram esperar, pois Dyego Sousa atirou à barra (Rui Patrício estava batido) e pouco depois, Raul Silva desviou para o fundo da baliza um cruzamento perfeito de Ghazaryan.

Ao intervalo, o Marítimo vencia, com inteira justiça, mas o Sporting prometia uma reacção forte e determinada, já que era o que os adeptos presentes nas bancadas (cerca de 1000) pediam.

De facto, o Sporting entrou muito bem, não demorou muito a fazer o golo do empate (por intermédio de Gelson Martins, aos 60 minutos), e ainda teve “arte e engenho” para fazer o 3º golo (obra de Alan Ruiz).

No entanto, o árbitro João Pinheiro invalidou o golo ao avançado argentino (por fora-de-jogo), mas nas imagens televisivas vê-se que é limpíssimo (ou “limpinho, limpinho”, famosa frase dita por Jorge Jesus quando ainda era treinador do Benfica) e prejudicou gravemente o Sporting.

É certo que o Sporting não fez um jogo fabuloso, com um futebol fantástico, mas fez por vencer e acabou novamente prejudicado pela arbitragem, como já tinha acontecido nos jogos frente ao V. Guimarães, Benfica e V. Setúbal, este a contar para a Taça CTT.

Com mais este empate, os “leões” continuam no 4º lugar, com 35 pontos, menos 1 que o Sp. Braga e mais 4 que o V, Guimarães, equipas que se defrontam este Domingo em mais um escaldante derby minhoto.

Já o Marítimo salta para o 6º lugar e começa a sonhar com uma presença na Liga Europa da próxima época, pois está a 3 pontos dos rivais e a Taça Placard ainda poderá cair nas mãos do Benfica, única condição para o 6º classificado se apurar para as competições europeias.