Liga NOS: Benfica vence Sp. Braga e assume a 2ª posição da...

Liga NOS: Benfica vence Sp. Braga e assume a 2ª posição da tabela classificativa

O clube lisboeta venceu por 3-1, num jogo muito polémico, cheio de casos e com uma má arbitragem de Carlos Xistra e do vídeo-árbitro

45

Liga NOSO SL Benfica derrotou o Sp. Braga, por 3-1, em encontro a contar para a 1ª Jornada da Liga NOS 2017/2018, disputado na noite desta 4ª Feira no Estádio da Luz, em Lisboa.

Depois de uma vitória sobre o V. Guimarães na Final da Supertaça Cândido de Oliveira, os “encarnados” voltaram a enfrentar uma formação minhota, agora a contar para o campeonato.

Foi um Benfica mais acutilante no ataque e mais coeso na defesa, mas ainda assim apresentou algumas debilidades, que eram difíceis de desaparecer em apenas 2 dias de trabalho.

O Sp. Braga também tentou jogar “olhos nos olhos”, como tinha prometido o treinador Abel Ferreira, mas a estratégia bracarense “caiu por terra” logo aos 15 minutos, pois o Benfica inaugurou o marcador, com um remate certeiro de Seferovic.

Este tento foi de facto um “murro no estômago” dos bracarenses, que não reagiram de imediato e sofreram o 2º golo, marcado por Jonas, com um grande remate do meio da rua.

Perto do intervalo, Ricardo Esgaio faz um grande passe para Hassan, que consegue fugir a Jardel e aplicar um “chapéu” ao desamparado Bruno Varela, que nada pôde fazer para travar a festa bracarense.

Jogo relançado, mas ninguém iria para o descanso sem um polémica, pois o árbitro e o vídeo-árbitro arranjaram tema de conversa para os adeptos das duas equipas durante 15 minutos.

O lance que suscita as dúvidas surge depois de um pontapé de canto favorável ao Benfica, que acaba por não dar em nada porque Jardel é agarrado por Vukcevic quanto tenta chegar à bola. Quanto a nós, fica um penalty por assinalar e ficamos sem saber porque é que o vídeo-árbitro não assinalou uma falta tão clara.

No início da segunda metade, o Benfica tentou chegar ao golo, mas quem introduziu a bola na baliza foi o Sp. Braga, por intermédio de Hassan, que vê o seu tento ser anulado por posição irregular (fora-de-jogo).

Aos 57 minutos, o Benfica chega ao 3-1, por intermédio de Salvio, depois de uma grande jogada na ala esquerda de Franco Cervi, que aos poucos está a regressar à sua antiga forma física.

Ainda antes do fim do encontro, mais uma polémica, ainda mais polémica que a anterior, pois é anulado um golo limpo ao Sp. Braga, que poderia mudar o rumo dos acontecimentos.

Depois de uma jogada de ataque da equipa bracarense, Ricardo Horta remata para o fundo da baliza, mas o árbitro anula o lance, assinalando um fora-de-jogo, que quanto a nós não existe, pois bem afastado da grande área, mas a colocar o adversário em jogo está Seferovic, que avançava lentamente no terreno após uma discussão de bola perto da linha de fundo.

Nos últimos minutos, não houve mais nenhum lance digno de registo, e por isso o jogo termina com uma vitória do Benfica, que contou com uma grande assistência no Estádio da Luz: 58826 espectadores.