Liga NOS: Benfica vence Sp. Braga por 2-0 e salta para o...

Liga NOS: Benfica vence Sp. Braga por 2-0 e salta para o 3º lugar da classificação

36

O Benfica venceu o Sp. Braga, por 2-0, em encontro a contar para a 11ª Jornada da Liga NOS 2015/2016, disputado no Estádio Municipal de Braga, na cidade dos arcebispos.

Sabendo que só com uma vitória poderia continuar a sonhar com a conquista do tri-campeonato, os “encarnados” entraram em campo dispostos a marcarem um golo o mais rapidamente possível.

A estratégia deu resultado, pois aos 10 minutos, a formação lisboeta já vencia por 2-0, graças aos golos apontados por Pizzi (a bola ainda tabelou em Júnior Baiano antes de entrar na baliza) e por Lisandro Lopez.

Com Ljubomir Fejsa e Renato Sanchez no meio-campo defensivo, o Benfica aguentou a pressão que o Sp. Braga exerceu a partir dos 15 minutos, tentando encostar os lisboetas “às cordas”.

Mesmo assim, Hassan, Rafa e Bony tiveram 3 oportunidades para marcar, mas o egípcio e o francês atiraram à barra, enquanto o internacional português viu Júlio César efectuar uma excelente defesa.

Ao intervalo, o Benfica vencia por 2 golos de diferença, mas o resultado mais justo seria uma vantagem pela diferença mínima, pois os comandados de Paulo Fonseca fizeram de tudo para marcar um golo.

Na segunda metade, os “encarnados” entregaram o domínio de jogo aos bracarenses, que fizeram um verdadeiro “cerco” durante 45 minutos, pois o Benfica não saiu da “toca”.

Até ao final, destaque apenas para dois remates aos ferros das balizas defendidas por Kritsyuk e Júlio César; primeiro, foi Nico Gaitán, e pouco depois Filipe Augusto, que entretanto tinha entrado para o lugar de Mauro.

O jogo terminou com a vitória do Benfica por 2-0, uma vitória justa, mas se o Sp. Braga tivesse marcado um golo também não tiraria mérito ao triunfo dos comandados de Rui Vitória.

Com este resultado, o Benfica salta para o 3º lugar da tabela classificativa, com 21 pontos, mais 1 ponto que o Sp. Braga, que assim sai da zona que dá acesso à Liga dos Campeões e atrasa-se na luta pela conquista do ceptro nacional.