Liga NOS: Benfica empata com Rio Ave e pode perder a liderança...

Liga NOS: Benfica empata com Rio Ave e pode perder a liderança da competição

Os "encarnados" até estiveram a perder por 1-0 (auto-golo de Lisandro Lopez), mas um erro de Marcão (cometeu penaltty sobre Jonas) permitiu o restabelecimento da igualdade

29

Liga NOSO Benfica empatou (1-1) com o Rio Ave, em encontro a contar para a 4ª Jornada da Liga NOS 2017/2018, disputado na noite deste Sábado no Estádio dos Arcos, em Vila do Conde.

Sabendo das dificuldades que ia sentir, e face às ausências já conhecidas, o técnico Rui Vitória colocou em campo uma equipa “musculada” e combativa, apostando em Filipe Augusto no meio-campo e Rafa numa das alas.

Apesar de ter pela frente o líder do campeonato e o actual tetra-campeão, o Rio Ave manteve-se fiel ao seu estilo de jogo e não recuou em demasia, como várias equipas costumam fazer quando enfrentam os chamados “grandes”.

Com Francisco Geraldes e Rúben Ribeiro a “mandarem” no meio-campo, o Rio Ave conseguiu dominar os primeiros 45 minutos, embora o Benfica também criasse algumas oportunidade de golo, especialmente após a meia-hora, altura em que Cássio cometeu alguns erros e ia comprometendo o rigor defensivo da sua equipa.

Faltava um golo ao Rio Ave, para o resultado ser justo, e ele apareceu aos 61 minutos, por intermédio de… Lisandro Lopez; de facto, o defesa-central do Benfica, que tinha entrado para o lugar do lesionado Jardel nos primeiros minutos do encontro, não conseguiu cortar um bom cruzamento dos homens do Rio Ave (que usaram preferencialmente o corredor esquerdo para atacar) e introduziu a bola na própria baliza.

Este golo deu grande alento ao Rio Ave, mas pouco depois Marcão haveria de estragar tudo, com uma falta sobre Jonas em plena grande área, quando a bola nem sequer estava ao pé do atacante do Benfica.

O árbitro Hugo Miguel não teve qualquer dúvida (nem precisou de recorrer às imagens do vídeo-árbitro) e assinalou a grande penalidade, que Jonas transformou em golo, restabelecendo a igualdade.

Este golo “acordou” o Benfica, que finalmente começou a mostrar o seu verdadeiro futebol, com jogadas rápidas e remates perigosos, que só não resultaram em golos, porque Cássio fez defesas espantosas (se na primeira parte esteve muito mal, na segunda metade redimiu-se).

Com a equipa a quebrar fisicamente, o treinador Miguel Cardoso ainda tentou refrescar as suas “peças”, mas a partir dos 80 minutos percebeu que o melhor era “congelar” o jogo e manter o empate.

Nos últimos minutos, o Benfica esteve melhor que o Rio Ave, mas a táctica de contenção idealizada pelo técnico vilacondense resultou em pleno e o jogo acabou empatado, deixando as duas equipas também empatadas no topo da classificação geral.