Liga Mundial 2016: Portugal perde com Cuba na Poule I2

Liga Mundial 2016: Portugal perde com Cuba na Poule I2

Tendo em consideração a classificação geral da Fase Preliminar, Portugal x Holanda e Canadá x Turquia são os jogos agendados para o dia 9 de Julho

135

Tendo em consideração a classificação geral da Fase Preliminar, Portugal x Holanda (20h00) e Canadá x Turquia (17h00) são os jogos agendados para o dia 9 de Julho, o 1º dia de competição da Final Four da Liga Mundial, que terá por palco o Centro de Desportos e Congressos, em Matosinhos, no próximo fim-de-semana. Após ter terminado a Poule I2 em Tampere, na Finlândia, a comitiva portuguesa regressa amanhã a casa, devendo chegar ao Porto pelas 22h55 (voo LH 1180).

Hoje, Cuba, que só apresentou em campo oito jogadores, devido a um polémico incidente público ocorrido em Tampere, venceu a Selecção Nacional de Séniores Masculinos pela margem mímina (3-2: 25-19, 22-25, 25-19, 20-25 e 15-9).

Sob a arbitragem de Martin Hudik (República Checa) e Alexandar Ryabtsov (Rússia), as equipas alinharam:

Portugal
Marcel Gil, Alexandre Ferreira, João Oliveira, Fabrício Silva (Kibinho), Miguel Tavares Rodrigues e Hugo Gaspar; João Fidalgo (Libero).

Cuba
Osniel Melgarejo, Javier Jimenez, Livan Osoria, Dariel Albo, Luis Sosa e Adrian Goide; Roman Garcia (Libero).
Ver ficha de jogo aqui

1º Set
Cuba entrou bem melhor do que Portugal no jogo, sem cometer grandes erros e eficaz no bloco (8-5); pelo contrário, os comandados de Francisco dos Santos, que não acertavam com a defesa alta e, na tentativa de fugir ao bloco contrário, erravam no ataque (10-5).

Um serviço directo do oposto Dariel Albo, um bloco do distribuidor Adrian Goide e um ataque ao segundo toque do mesmo Goide fixaram o resultado em 16-10, na paragem para o primeiro tempo técnico. Sem conseguir travar as acções ofensivas do aríete Dariel Albo, Portugal viu o adversário fugir (21-12)… mas, com Miguel Rodrigues no serviço e Hugo Gaspar a pontuar no ataque, resolveu ir atrás dele (21-17).

Porém, mais dois pontos de Albo – os 7º e o 8º da sua conta pessoal – seguraram Cuba na liderança (23-18). O central Luis Sosa fez o 24º ponto e Portugal falhou o sideout, com o set a ser encerrado com o resultado de 25-19 a favor dos centro-americanos.

2º Set
Cuba voltou a começar melhor, somando pontos com a eficácia do seu bloco (2-0), mas Portugal respondeu à altura, com um bloco individual de Filip Cverticanin, e virou o resultado (3-2). Mais dois pontos de Cvet (ataque e serviço), afastaram mais um pouco Portugal (6-4), mas os cubanos igualaram com um serviço directo de Albo. Um ponto muito contestado pelos portugueses guindou Cuba à liderança do marcador, permitindo-lhe chegar em vantagem ao primeiro tempo técnico (8-7).

O episódio afectou os portugueses, que viram os cubanos ganhar cada vez mais confiança (11-7). Curiosamente, e contra a sorte do jogo, os portugueses beneficiaram de dois erros do seu oponente (serviço e ataque) para se aproximarem um pouco, embora sem conseguirem impedir que Osniel Melgarejo fixasse a diferença outra vez nos quatro pontos (16-12).

Um bloco de Tiago Violas e outro de Kibinho deram motivação extra aos portugueses (16-15). Um serviço directo do distribuidor lusitano igualou (17-17) e o técnico Rodolfo Sanchez foi obrigado a pedir tempo para tentar impedir a recuperação dos portugueses.

Novo serviço (quase) directo de Violas deu a liderança a Portugal (18-17). Um bloco de Kibinho e um ataque de Alex (21-19) obrigaram Rodolfo Sanchez a pedir desconto de tempo novamente. Um ataque de Marco Ferreira e um bloco de Cvet impulsionaram (23-20) a equipa das quinas para o triunfo, consolidado pouco depois: 25-22, com dois pontos no ataque, rubricados por Marco e João Oliveira.

3º Set
Portugal começou bem, com um bloco de Kibinho a dar alguma vantagem inicial (3-1). Contudo, dois ataques falhados fizeram com que Cuba passasse para a liderança (4-3). Um bloco, seguido de um serviço directo (Albo) e um ataque (Melgarejo) distanciaram os cubanos: 7-5.

Dois pontos no ataque rubricados por Javier Jimenez, seguidos de um ataque luso para fora, afastaram ainda mais as duas equipas (13-8)…
A reacção de Portugal deu os seus frutos. Um bloco triplo e dois ataques, de Alex e Gaspar, impulsionaram a equipa (14-12), mas sem conseguir impedir a vantagem dos cubanos no segundo tempo técnico (16-13). Mais um ponto somado no ataque por Dariel Albo catapultou (22-16) os cubanos para o triunfo por 25-19.

4º Set
Início marcado pelo equilíbrio (4-4), com Jimenez a dar a vantagem mínima à sua equipa na primeira paragem obrigatória (8-7). Portugal igualou aos 8-8, com o quinto serviço falhado pelos cubanos…

Nova igualdade aos 13 pontos, através de um ataque de Gaspar, com Portugal a chegar em vantagem ao segundo tempo técnico (16-15). Um serviço (quase) directo de Kibinho e um ataque de Cvet distanciaram Portugal (18-15) e Rodolfo Sanchez apressou-se a parar o jogo.

Um serviço de João Oliveira provocou estragos na recepção cubana e o técnico cubano não sentiu pejo em parar o jogo novamente (21-17). Um amorti de Alex (22-18), um ataque de Gaspar (23-19) e um bloco de Alex colocaram Portugal a um ponto do triunfo, que aconteceu através de um serviço falhado (o 9º neste parcial…) pelos cubanos: 25-20.

5º Set
Dois pontos no ataque de Gaspar deram uma vantagem inicial a Portugal (4-3), mas um ataque para fora que o árbitro considerou ter tocado no bloco colocaram Cuba na liderança (6-4) e desorientaram os portugueses, que serviram para fora (8-5). Um ataque de Jimenez manteve a ascendência dos cubanos (10-6) rumo ao triunfo no set e no jogo: 15-9, com mais um ponto de Albo.

Como seria de prever, Dariel Albo foi o melhor pontuador do jogo, com 32 pontos, seguido de Alexandre Ferreira (17) e Hugo Gaspar e Javier Jimenez, ambos com 14.

Declarações de Francisco dos Santos e de Miguel Tavares Rodrigues e de Tiago Violas