Liga e APAF chegam a acordo e árbitros desconvocam “greve”

Liga e APAF chegam a acordo e árbitros desconvocam “greve”

32

Os árbitros portugueses da 1ª e da 2ª categoria e a Liga de Futebol Profissional chegaram, esta 2ª Feira, a acordo quanto aos pagamentos dos patrocínios aos “homens do apito”.

Árbitros_1.jpgRecorde-se que os principais árbitros (excepto Olegário Benquerença) apresentaram um “pedido de escusa” aos jogos das últimas 5 jornadas, período que se inicia a 24 de Abril e vai terminar a 24 de Maio.

Esta medida dos juízes punha em causa a realização de todos os jogos destas rondas, incluindo o “clássico” entre o Benfica e o FC Porto, marcado para o próximo dia 26 de Abril.

Assim que se soube que os árbitros estavam dispostos a fazer “greve” enquanto os pagamentos dos patrocínios não fossem pagos, a direcção da Liga (liderada pelo Presidente Luís Duque) tratou logo de resolver o problemas com sucessivas reuniões com a APAF (Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol).

Na passada 5ª Feira, houve uma proposta (pagamento de metade do valor reclamado) recusada pelos árbitros, mas hoje a maioria dos juízes aceitou a nova proposta: pagamento do valor por inteiro (cerca de 350 mil euros) em 3 prestações, a primeira paga em Agosto, a segunda em Novembro e a última em Março de 2016.

A Liga e a APAF anunciaram ainda que os próximos patrocínios dos árbitros vão ficar de fora da competência da Liga e passar a estar debaixo da alçada da própria APAF, que irá gerir e fiscalizar todos os pagamentos.

n.d.r. – O pagamento que os árbitros exigem está relacionado com um patrocínio da imobiliária ERA, que “colocou” o seu logotipo nas mangas das camisolas dos árbitros, durante a época passada e parte da temporada actual.

Jornalista: João Miguel Pereira

PARTILHAR