Leicester City garante que vai defender Adrien Silva até às últimas consequências

Leicester City garante que vai defender Adrien Silva até às últimas consequências

Em nota publicada no seu site oficial, o clube refere que irá recorrer para o TAS [Tribunal Arbitral do Desporto] e continuará a trabalhar com o jogador para minimizar as consequências de uma ausência tão grande da competição

30

Leicester CityO Leicester City já reagiu à decisão da FIFA (que não aceitou inscrever Adrien Silva em regime de excepção) e garante que vai até às últimas consequências para defender o clube e o jogador.

Segundo as regras da FIFA, o jogador português só poderá ser inscrito no próximo dia 2 de Janeiro (altura em que abre o Mercado de Inverno), depois do Leicester City ter falhado a entrega dos documentos necessários dentro da janela do Mercado de Verão, que fechou no passado dia 31 de Agosto (o certificado internacional do atleta entrou na FIFA às 00h00m12s do dia 1 de Setembro).

Em nota publicada no seu site oficial, o clube refere que “é uma grande desilusão, pois tudo isto tem consequências no imediato; acreditamos e temos provas de que todas as partes envolvidas cumpriram as suas obrigações dentro do prazo limite; o clube irá recorrer para o TAS [Tribunal Arbitral do Desporto] e continuará a trabalhar com o jogador para minimizar as consequências de uma ausência tão grande da competição”.

Recorde-se que o jogador continua a treinar sozinho num ginásio de Leicester, pois segundo as regras da FA (Federação Inglesa de Futebol) um jogador só pode frequentar as instalações de um clube se estiver devidamente inscrito e com contrato laboral assinado.