Joe Battleday ganha etapa portuguesa no Wake Park World Series 2017

Joe Battleday ganha etapa portuguesa no Wake Park World Series 2017

O mundial de wakeboard em cable esteve pela primeira vez em Portugal, de forma a promover Castelo de Bode e o Lago Azul em Ferreira do Zêzere como destino de excelência para a prática da modalidade.

31

Wake Park World Series 2017 - Lago Azul - Entrega de PrémiosO mundial de wakeboard em cable esteve pela primeira vez em Portugal, de forma a promover Castelo de Bode e o Lago Azul em Ferreira do Zêzere como destino de excelência para a prática da modalidade. Pela primeira vez na história, Portugal recebeu uma etapa do Circuito Profissional de wakeboard em Cable, o WWA WAKE PARK WORLD SERIES (WPWS).

A prova teve lugar este Sábado e Domingo no Lago Azul (Castelo de Bode), em Ferreira do Zêzere. Os melhores do mundo em cable vieram a Portugal pela primeira vez, sendo esta etapa também ela decisiva para o título de campeão que será atribuído na Tailândia. Este é o terceiro campeonato internacional que a região centro de Portugal acolhe, de forma a promover-se como destino de excelência para a prática de wakeboard.

“Este evento só prova que a estratégia iniciada há 3 anos funcionou! Foram criadas as infraestruturas, comunicámos com grandes eventos e agora já vemos portugueses como o Guilherme Braz a competir contra os melhores do mundo e a obter um espectacular 8º lugar, já vemos muitas pessoas que vêm visitar Castelo de Bode e a região do Médio Tejo, porque querem praticar wakeboard no Resort Wakeboard Portugal!”, refere André Matos, Presidente da APWW e da WWA Portugal.

Os melhores atletas internacionais, na sua maioria oriundos dos Estados Unidos e Reino Unido, estiveram estes dias em Castelo de Bode, no Lago Azul, a competir para uma das principais etapas do circuito mundial. Joe Battleday, Tom Fooshee, Jake Pelot e Dominik Guehrs foram alguns dos principais nomes a passar pelo Lago Azul, elogiando as condições do lago e dos cables para a prática da modalidade.

O primeiro lugar foi para o Reino Unido, com Joe Battleday. O segundo lugar foi conquistado pelo americano Tom Fooshee e o terceiro pelo seu compatriota Conrad Macintosh. Destaca-se a prestação do português Guilherme Braz, que chegou aos quartos de final (top-8) com os atletas profissionais.

Este ano a WWA decidiu inovar e esta prova teve um formato man-on-man a partir dos oitavos de final com o top-10 nacional a ter oportunidade de competir contra os melhores do mundo.

As provas começaram no Sábado às 13h e as finais e entregas de prémios decorreram no Domingo à tarde. Com um prize money acumulado de $145.000USD, a etapa de Portugal é a terceira da Series, que se inicia no Texas, passando pela Califórnia, Portugal (Cable Lago Azul, Ferreira do Zêzere, Castelo de Bode), Filipinas e terminando na Tailândia em Dezembro.

A MTV voltou a associar-se ao projeto Wakeboard Portugal com o MTV Insomnia Lake Edition, que teve lugar no Sábado à noite, com o DJ oficial Pedro Cazanova e ainda Mixtec e Putzgrilla. O Wakeboard Portugal enquadra-se na perfeição no conceito da Tour MTV Insomnia, que leva a MTV a todos os cantos do país onde há pessoal com muita energia e desejo de festa.

Este projecto é estratégico para o Turismo Centro de Portugal e para o Turismo de Portugal, pela relevância que tem no desenvolvimento turístico e económico da região. Posicionar Portugal enquanto destino de eleição para a prática da modalidade, tornando-nos o Cluster Europeu de Wakeboard, é o grande objectivo do projecto.