GP3 Series 2017: Bruno Baptista avalia positivamente testes em Budapeste

GP3 Series 2017: Bruno Baptista avalia positivamente testes em Budapeste

O piloto brasileiro Bruno Batista participou nos dois dias de treinos colectivos da categoria, realizados nesta semana no circuito Hungaroring, em Budapeste

33

Entre os dias 6 e 7, o piloto brasileiro Bruno Baptista esteve no circuito Hungaroring, em Budapeste (Hungria), para a realização de novos testes da GP3 Series. Foram dois dias de treinos, e quatro sessões foram realizadas. Pilotos e equipas puderam testar diversos acertos e vários aspectos nos carros e ainda fizeram simulações de classificação e de corrida.

Bruno Baptista ficou satisfeito com o trabalho feito pela DAMS, durante os dias de testes. Agora, o jovem já pensa na segunda etapa, que será nos dias 7 e 8 de Julho, no circuito Red Bull Ring, na Áustria.

“Foi bem legal e positivo. No começo, no primeiro dia, ainda na primeira sessão, não tínhamos o setup certo, e estávamos numa direcção errada. Mas logo em seguida, no treino da tarde, mudámos tudo e conseguimos achar o caminho certo. E seguimos com essa configuração para o segundo dia”, comentou o piloto brasileiro.

O jovem de 20 anos destacou o trabalho da sua equipa DAMS e comentou que está contente com o que foi feito, mas também analisou que alguns ajustes, especialmente no aspecto do consumo dos pneus, precisam ser aperfeiçoados.

“Acredito que foi o melhor teste do ano para a gente. A equipa trabalhou super bem. O setup estava muito bom para situação de classificação. Mas, ainda temos que acertar melhor o carro para as corridas. Esses testes mostraram que os nossos pneus estão desgastando mais do que as outras equipas. Vamos estudar isso mais a fundo”, disse.

Bruno encerrou a sua análise com confiança de que ele e a equipa vão encontrar o melhor caminho já nas próximas disputas, que acontecem no mês que vem.

“Em Julho teremos uma série de corridas seguidas, e já vamos trabalhar para corrigir isso e assim estarmos competitivos nas próximas etapas”, finalizou.

Nos dois dias de testes, Bruno Baptista andou sempre perto do top-10. George Russel foi o mais rápido do primeiro dia com (1min32s159), enquanto que Nirei Fukuzumi liderou o segundo dia de testes (1min31s943), e foi o único competidor que virou na casa de 1min31. Todos os outros 18 pilotos andaram no mesmo segundo, na casa de 1min32, comprovando o equilíbrio da categoria.