GP do Minho 2017: Pedro Miguel Lopes dominador em Cabeceiras de Basto

GP do Minho 2017: Pedro Miguel Lopes dominador em Cabeceiras de Basto

O corredor vimaranense da Seissa/KTM Bikeseven/Matias & Araújo/Frulact venceu a etapa inaugural do Grande Prémio do Minho e assumiu a liderança de quase todas as classificações

36

Pedro Miguel Lopes - Equipa PortugalVimaranense da Seissa/KTM Bikeseven/Matias & Araújo/Frulact vence etapa inaugural do Grande Prémio do Minho e assumiu a liderança de quase todas as classificações. Campeão nacional de contra-relógio Afonso Silva foi segundo classificado, sendo premiado com a camisola laranja, destinada ao melhor jovem.

Pedro Miguel Lopes (Seissa/KTM Bikeseven/Matias & Araújo/Frulact) é o primeiro camisola amarela do 29º Grande Prémio do Minho, após triunfar na etapa inaugural da competição recuperada este ano, para o escalão júnior, numa prova de três etapas organizada pela Associação de Ciclismo do Minho (ACM).

O vencedor do dia, natural de Guimarães, bateu ao sprint Afonso Silva (Sporting/ Tavira/ Formação Eng.Brito da Mana), deixando a quatro segundos João Carneiro (Rádio Popular / Boavista – Formação) e, a oito segundos, o espanhol Abel Álvarez (Bathco), os seus três companheiros de escapada que se adiantaram ao pelotão na curta (88,8 km) mas selectiva etapa com partida e chegada a Cabeceiras de Basto.

No menu da primeira etapa do Grande Prémio do Minho apresentavam-se duas contagens de montanha, situadas ao km 8 e ao km 62, em Lameira, além de uma meta-volante à passagem por Fafe. A chegada dos ciclistas, presenciada por uma considerável moldura humana, deu-se junto ao Mosteiro de S. Miguel de Refojos.

A escapada que decidiu a etapa deu-se na subida a Lameira, de segunda categoria, que se revelou demasiado dura para a quase totalidade do pelotão, sem andamento para alcançar os quatro fugitivos que se tinham adiantado às primeiras inclinações. Numa jornada de muito calor e desgaste, a parte final da tirada, em descida até Arco do Baúlhe e, posteriormente, em terreno isento de grandes dificuldades até Cabeceiras de Basto, pouco margem de manobra deu aos perseguidores, que alcançaram a meta 1m13s depois dos primeiros classificados.

Finda a primeira etapa foram conhecidos os líderes das distintas classificações, tendo Pedro Miguel Lopes (Seissa/KTM Bikeseven/Matias & Araújo/Frulact), sem surpresa, acumulado a liderança da geral individual, com a classificação por pontos, a classificação da montanha e a classificação da camisola branca destinada ao atleta melhor classificado filiado na ACM; Afonso Silva (Sporting/Tavira/Formação Eng.Brito da Mana) vestiu a camisola laranja (juventude).

Na classificação colectiva, a Seissa|KTM-Bikeseven|Matias&Araújo|Frulact lidera diante da formação da Bathco e da equipa Sporting/ Tavira/Formação Eng.Brito da Mana.

A segunda etapa, a mais extensa da prova, apresenta novas dificuldades ao extenso pelotão de 22 equipas. Com 103 km, e partida (13h00) e chegada diante da Câmara Municipal de Vieira do Minho, o pelotão júnior terá que enfrentar, depois de passar a barragem do Ermal, e da passagem em meta volante em Vieira do Minho, uma contagem de montanha em Serradela (Km 53,4), antes de discutir a chegada pelo horário previsto das 15h45.