GP do Minho 2017: João Dinis vence 2ª Etapa em Vieira...

GP do Minho 2017: João Dinis vence 2ª Etapa em Vieira do Minho

O triunfo de João Dinis em Vieira do Minho deu-se após um forte arranque no último quilómetro, que lhe permitiu avantajar-se em quatro segundos a Artur Chaves, segundo classificado da jornada

38

Federação Portuguesa de CiclismoA dureza dos 103 quilómetros da segunda etapa do 29º Grande Prémio do Minho não esmoreceu os atacantes premiando, em Vieira do Minho, o axadrezado João Dinis (RP Boavista – Formação) com o triunfo parcial e o vimaranense Pedro Miguel Lopes (Seissa/KTM Bikeseven/Matias & Araújo/Frulact) com a manutenção da camisola amarela.

A 29ª edição do Grande Prémio do Minho, na sua versão destinada ao escalão júnior, voltou a revelar um ciclismo altamente competitivo e repleto de ataques, malgrado a assumpção inicial do comando do pelotão pela Seissa/KTM Bikeseven/Matias & Araújo/Frulact na protecção da camisola amarela de Pedro Miguel Lopes conquistada, na véspera, em Cabeceiras de Basto.

A alta velocidade foi a tónica desde o começo da etapa, forçando à fragmentação do pelotão em dois grandes grupos logo à passagem pela meta-volante de Vieira do Minho – 1º Diogo Vieira (Tensai /Sambiental/Santa Marta). Se a primeira selecção estaria feita, numa jornada que acusou 17 desistências, o teste do alto da Portela (2ª categoria), coroado primeiramente por Abel Franco (Bathco), isolou o grupo dos favoritos, entre eles marcando presença Pedro Miguel Lopes.

O camisola amarela, no entanto, despreocupou-se com o ataque de João Dinis, já perto da última dezena de quilómetros, abrindo caminho a um quarteto que discutiria a etapa sem fazer perigar a classificação geral individual.

Com João Dinis saltaram Guilherme Valverde e Miguel Monteiro, ambos da Academia Joaquim Agostinho e, posteriormente, Artur Chaves (Silva & Vinha/ADRAP/Sentir Penafiel). O triunfo de João Dinis em Vieira do Minho deu-se após um forte arranque no último quilómetro, que lhe permitiu avantajar-se em quatro segundos a Artur Chaves, segundo classificado da jornada. O comandante Pedro Miguel Lopes terminou 43 segundos depois integrado no pelotão perseguidor.

Quando resta apenas percorrer a terceira e última etapa, com 106 quilómetros e partida e chegada em Melgaço, Pedro Miguel Lopes lidera empatado, no tempo cronometrado, com Afonso Silva (Sporting/Tavira/Formação Eng.Brito da Mana), e com quatro segundos de avanço sobre João Carneiro (RP Boavista – Formação), terceiro classificado.

Pedro Miguel Lopes manteve o comando na classificação da montanha e na camisola branca, destinado ao ciclista filiado na ACM com a mais elevada classificação geral individual. João Dinis passou a comandar a classificação por pontos e Afonso Silva conservou a camisola laranja da juventude.