GP do Japão 2017: Resumo da Qualificação da Haas F1 Team

GP do Japão 2017: Resumo da Qualificação da Haas F1 Team

Magnussen assinou o décimo-quinto crono na Q1, com uma volta ao circuito de 5,807 quilómetros e 18 curvas realizada em 1m40,774s. Grosjean foi o décimo-sexto mais rápido, 1m30,849s. Apenas os quinze mais rápidos avançam para a Q2.

31

VF-17 da Haas F1 TeamOs pilotos da Haas F1 Team, Kevin Magnussen e Romain Grosjean, qualificaram-se no décimo-terceiro e décimo-sexto, respectivamente, para o Grande Prémio do Japão, que se realiza no Domingo no Circuito de Suzuka.

No entanto, devido à penalização do décimo classificado, Magnussen arrancará de décimo-segundo.

Magnussen assinou o décimo-quinto crono na Q1, com uma volta ao circuito de 5,807 quilómetros e 18 curvas realizada em 1m40,774s. Grosjean foi o décimo-sexto mais rápido, 1m30,849s. Apenas os quinze mais rápidos avançam para a Q2.

Grosjean estava a realizar uma volta lançada quando, a dois minutos do final da Q1, um pião na Curva 5 lançou-o com violência para fora de pista, embatendo nas barreiras de protecção. Grosjean saiu do seu carro sem qualquer mazela, mas o seu VF-17 sofreu danos extensos. A bandeira vermelha foi amostrada, quando faltava 1m18s para o final da sessão e o longo processo de limpeza da pista significou que a Q1 não foi recomeçada.

Na Q2, Magnussen assegurou o décimo-terceiro tempo, 1m29,972s. Os dez primeiros da Q2 avançaram para a Q3.

Ambos os pilotos, Magnussen e Grosjean, rodaram exclusivamente com pneus Pirelli P Zero Vermelho/Supermacio ao longo da qualificação.

Lewis Hamilton, da Mercedes, conquistou a pole-position para o Grande Prémio do Japão. A sua melhor volta, 1m27,319s, deixou o segundo mais rápido, o seu colega de equipa Valtteri Bottas, a 0,332s e marcou a melhor volta de sempre a Suzuka, batendo o recorde que Michael Schumacher tinha registado na Q2 de 2006, ao serviço da Scuderia Ferrari, 1m28,954s.

Foi a septuagésima-primeira pole-position de Hamilton na Fórmula 1, a décima da temporada, a segunda consecutiva e a sua primeira em Suzuka.

Antes de Grosjean, Magnussen e o resto do pelotão participarem na qualificação tiveram ainda a sessão final de treinos-livres.

O duo da Haas F1 Team realizou programas semelhantes. Iniciaram a sessão com pneus médios para realizarem duas voltas de instalação, seguindo-se uma série de voltas com pneus macios, que foi comprometida por duas bandeiras vermelhas. Para simular a qualificação, ambos os pilotos saíram para a pista uma última vez com pneus supermacios, com os quais conseguiram a suas melhores marcas da sessão.

Magnussen completou doze voltas e registou o décimo-quarto lugar, 1m30,982s, na sua penúltima passagem pela meta. Grosjean realizou treze circuitos, registando o seu melhor crono, 1m31,459s, na sua décimo volta, o que o deixou no décimo-sétimo posto.

O mais rápido na terceira sessão foi Bottas, com a marca de 1m29,055s, o que deixou Hamilton, o segundo mais rápido, a 0,014s.