GP do Azerbaijão 2017: Resumo da Qualificação da Haas F1 Team

GP do Azerbaijão 2017: Resumo da Qualificação da Haas F1 Team

Kevin Magnussen e Romain Grosjean qualificaram-se em 13º e 17º, respectivamente, mas Magnussen arranca de 12º, devido à penalização de 3 lugares de Carlos Sainz, e Grosjean de 16ª, por penalização de Fernando Alonso

29

VF-17 da Haas F1 TeamOs pilotos da Haas F1 Team, Kevin Magnussen e Romain Grosjean, qualificaram-se em décimo-terceiro e décimo-sétimo, respectivamente, para o Grande Prémio do Azerbaijão, que se realiza no Domingo no Baku City Circuit. Magnussen, contudo, arrancará do décimo segundo lugar, devido à penalização de três lugares de Carlos Sainz, o décimo-segundo, que a sofreu por ter provocado um acidente no Grande Prémio do Canadá.

Grosjean arrancará de décimo-sexto, graças à penalização de quarenta lugares na grelha de partida de Fernando Alonso. O piloto da McLaren qualificou-se no décimo-sexto posto, mas alinhará no final da grelha de partida por ter trocado o turbo-compressor do seu carro pela sétima vez esta temporada e ter montado um novo motor.

Magnussen assinou o décimo quarto tempo na Q1, 1m44,029s, no circuito de 6,003 quilómetros e vinte curvas. Grosjean foi o décimo sétimo posto com uma volta de 1m44,468s. Apenas os quinze mais rápidos passaram à Q2.

Na Q2, Magnussen conquistou o décimo terceiro posto, 1m43,796s. Apenas os dez mais rápidos avançaram para a Q3.

Ambos os pilotos, Magnussen e Grosjean, rodaram exclusivamente com pneus Pirelli P Zero Vermelho/Supermacio durante a qualificação.

Com a pole-position para o Grande Prémio do Azerbaijão ficou o Mercedes de Lewis Hamilton. A sua melhor volta, 1m40,593s, resultou num novo recorde para a pista, deixando o segundo classificado, o seu colega de equipa Valtteri Bottas, a 0,434s. Foi a sexagésima-sexta pole-position do piloto inglês, batendo o recorde anteriormente detido por Ayrton Senna, que era segundo piloto com mais pole-positions na história da Fórmula 1. Apenas Michael Schumacher tem mais poles, 68. Esta foi também a quinta pole-position de Hamilton esta temporada e a sua segunda consecutiva no Baku City Circuit.

Antes de Grosjean, Magnussen e os seus adversários participarem na qualificação, tomaram parte numa derradeira sessão de treinos-livres para afinar os seus carros. Os pilotos da Haas F1 Team realizaram programas semelhantes, com duplas voltas de instalação realizadas com pneus médios, para depois culminar numa simulação de qualificação com supermacios.

Magnussen completou vinte voltas e registou o décimo quinto crono, 1m44,926s, na sua penúltima volta. Grosjean realizou vinte voltas, alcançando a sua melhor marca na décima oitava passagem pela meta – 1m45,491s, o que o colocou no décimo sétimo posto.

Bottas foi o mais rápido na terceira sessão de treinos-livres, 1m42,742s, deixando o segundo mais rápido, Kimi Raikkonen da Ferrari, a 0,095s.



Comentários

Romain Grosjean (#8)
“Tenho tido dificuldades com o carro e com o estilo de condução. Os pneus são muito duros para criar aderência. É algo com o qual tenho tido dificuldades desde a Rússia – onde os pneus são duros e a pista suave. Não consigo ter feedback dos pneus da frente e do que estão a fazer nas curvas. Tenho que trabalhar nisso e estar melhor nestas condições. Não consegui ter o carro bem equilibrado. Será uma longa corrida e, a olhar para as sessões de treinos-livres, haverá muita coisa a acontecer. Esperamos ter uma boa corrida”.

Kevin Magnussen (#20)
“Foi uma boa qualificação, considerando a nossa posição neste fim-de-semana. Não é a nossa pista mais competitiva – talvez seja onde estejamos pior este ano no que diz respeito a competitividade. Portanto, arrancar de décimo-segundo, depois das penalizações, penso que é um motivo para estarmos satisfeitos. Vai ser uma corrida dura amanhã, mas farei o que puder”.

Guenther Steiner (Team Principal)
“Penso que qualificarmos em décimo-terceiro e décimo-sétimo, que acaba por representar um décimo-segundo e um décimo-sexto lugares, depois das penalizações dos outros pilotos, é positivo e hoje na terceira sessão de treinos-livres não esperaria isso. Diria que nos colocámos numa boa posição para voltarmos a marcar pontos amanhã. É isso que vamos tentar fazer”.