GP de Singapura 2017: Resumo da Qualificação da Haas F1 Team

GP de Singapura 2017: Resumo da Qualificação da Haas F1 Team

Grosjean registou o décimo-quinto tempo na Q1, ao completar uma volta ao circuito de 5,065 quilómetros e vinte e três curvas em 1m43,627s. Magnussen foi o décimo-sexto mais rápido, 1m43,756s. Apenas os quinze mais rápidos passaram à Q2.

31

VF-17 da Haas F1 TeamOs pilotos da Haas F1 Team, Romain Grosjean e Kevin Magnussen, qualificaram-se, no décimo-quinto e décimo-sexto lugares, respectivamente, para o Grande Prémio de Singapura, que se disputa amanhã à noite no Marina Bay Street Circuit.

Grosjean registou o décimo-quinto tempo na Q1, ao completar uma volta ao circuito de 5,065 quilómetros e vinte e três curvas em 1m43,627s. Magnussen foi o décimo-sexto mais rápido, 1m43,756s. Apenas os quinze mais rápidos passaram à Q2.

Na Q2, Grosjean manteve-se como o décimo-quinto mais rápido, 1m43,883s, o que o deixou a cinco lugares dos dez primeiros, que avançaram para a Q3.

Tanto Grosjean como Magnussen rodaram exclusivamente com pneus Pirelli P Zero Roxo/Ultramacio ao longo da qualificação.

Sebastian Vettel, da Scuderia Ferrari, conquistou a pole-position para o Grande Prémio de Singapura. A sua melhor volta foi concluída em 1m39,491s, constitui um novo recorde para o Marina Bay Circuit e deixou o segundo classificado, Max Verstappen, a 0,323s. Esta foi a quadragésima nona pole-position da carreira de Fórmula 1 de Vettel, a sua terceira este ano e a sua quarta em Marina Bay.

Antes de Grosjean, Magnussen e o resto do pelotão participarem na qualificação tiveram ainda a sessão final de treinos-livres para poderem afinar os seus carros para uma volta rápida ao longo da pista. Para simular a qualificação, ambos os pilotos rodaram exclusivamente com pneus ultramacios.

Magnussen registou o décimo-sexto lugar, 1m44,041s, tendo a sua melhor volta sido a décima-primeira das dezasseis que completou. Grosjean também alcançou o seu melhor crono na sua décima-primeira volta – 1m44,295s, o que o colocou no décimo oitavo posto.

Ambos os pilotos realizaram um programa de dezasseis voltas, iniciando a terceira sessão com uma volta de reconhecimento, seguido de uma série de sete voltas com ultramacios. Uma série final de oito voltas com borrachas ultramacias frescas terminou a sessão, o que permitiu que ambos os pilotos alcançassem os seus melhores tempos.

O mais rápido da terceira sessão foi Verstappen, tendo a sua melhor volta, 1m41,829s, deixado Vettel, o segundo mais rápido, a 0,072s.

Comentários

Romain Grosjean (#8)
“O mais importante é que façamos o nosso melhor na qualificação. Penso que nós os dois demos o máximo que poderíamos dar. Atacámos ao máximo mas, infelizmente, não temos um carro muito equilibrado aqui. Estou certo de que poderemos aprender muito para o futuro com este fim-de-semana, mas claro, quando estamos tão envolvidos, é custoso.

De ontem para hoje realizámos alguns melhoramentos. Estou orgulhoso. É uma corrida longa e dura. Vamos esperar que amanhã o carro funcione melhor. Vamos trabalhar para ter a melhor estratégia possível, talvez possamos ter sorte com um Safety-Car e tentar alcançar os lugares da frente de alguma forma”.

Kevin Magnussen (#20)
“Não creio que a Q2 estivesse fora do nosso alcance. Apanhei um Renault na última curva da minha última volta, o que me custou o tempo de que precisava para passar à Q2. Tem sido um fim-de-semana duro. Não temos sido suficientemente fortes, mas vamos lutar. É complicado apontar a forma como a corrida se desenrolará. Vamos esperar para ver, amanhã”.

Guenther Steiner (Team Principal)
“Penso que este resultado foi o máximo a que poderíamos aspirar este fim-de-semana. O meio do pelotão é muito competitivo. Sabemos que muitas coisas podem acontecer aqui, num circuito citadino. Vamos ver o que acontece. É claro que vamos dar o nosso melhor para conquistarmos pontos”.