GP da Áustria 2017: Resumo da corrida da Haas F1 Team em...

GP da Áustria 2017: Resumo da corrida da Haas F1 Team em Spielberg

A Haas F1 Team marcou pontos pela quinta vez consecutiva, graças ao 6º lugar conquistador por Romain Grosjean no Grande Prémio da Áustria, que se realizou este Domingo no Red Bull Ring, em Spielberg

50

VF-17 da Haas F1 TeamA Haas F1 Team marcou pontos pela quinta vez consecutiva, graças ao sexto lugar conquistador por Romain Grosjean no Grande Prémio da Áustria, que se realizou este Domingo no Red Bull Ring, Spielberg.

Este resultado marcou a melhor classificação de 2017, até agora, da equipa americana e os oito pontos somados por Grosjean permitiram à Haas F1 Team destacar-se no sétimo posto do Campeonato de Construtores. Com um total de vinte e nove pontos – os mesmos que a Haas F1 Team conseguiu durante a totalidade da temporada passada – a equipa, que está no seu segundo ano na Fórmula 1, abriu uma vantagem de onze pontos para a oitava classificada, a Renault, e reduziu a desvantagem para a Toro Rosso, que está no sexto posto, para apenas quatro pontos.

Grosjean arrancou do sexto posto para a corrida de setenta e uma voltas ao circuito de 4,318 quilómetros e dez curvas. Um bom arranque viu-o subir ao quarto posto no final da primeira volta, mas os carros mais rápidos de Kimi Raikkonen, da Scuderia Ferrari, e de Lewis Hamilton, da Mercedes, passaram Grosjean até à oitava volta. Grosjean realizou a sua única paragem nas boxes na trigésima sétima volta – mudou de Pirelli P Zero Roxo/Ultramacio para supermacios.

Regressou à pista no oitavo lugar, subindo a sexto aquando das paragens do Force India de Esteban Ocon e do Williams de Felipe Massa. Sérgio Pérez, da Force India, perseguiu Grosjean até ao final da corrida, mas manteve-se entre três a quatro segundos, o que permitiu que Grosjean visse a bandeirada de xadrez sem problemas.

O seu colega de equipa, Kevin Magnussen, estava a caminhar para se juntar a Grosjean com mais um resultado nos pontos, mas quando estava no décimo-primeiro lugar, apenas a um décimo de segundo do Williams de Lance Stroll, um problema hidráulico na trigésima volta obrigou-o a rumar às boxes. Magnussen, que arrancara de décimo-quinto com pneus supermacios, tinha ainda que passar pelas boxes quando viu a sua corrida terminar prematuramente.

Grosjean e Magnussen estão agora na décima-terceira e décima-quarta posições, respectivamente, do Campeonato de Pilotos. Grosjean tem agora dezoito pontos e Magnussen onze.

Valtteri Bottas, que arrancou da pole-position, venceu o Grande Prémio da Áustria. Foi a segunda vitória na Fórmula 1 do piloto da Mercedes, depois de se ter estreado no Grande Prémio da Rússia, em Abril. Bottas deixou Sebastian Vettel, da Scuderia Ferrari, a 0,658s.

O calendário da Fórmula 1 não pára e vai já para o Reino Unido, onde nos próximos dias 14 e 16 de Julho se disputa o Grande Prémio da Grã-Bretanha, em Silverstone.



Comentários

Romain Grosjean (#8)
“Foi uma boa corrida. Tive uma boa primeira volta e pude divertir-me um pouco com as lutas. O Lewis [Hamilton] e o Kimi [Raikkonen] passaram, mas eu estava focado em manter atrás de mim o Sérgio [Pérez]. Demos o máximo ao longo de toda a corrida e é assim que as corridas devem ser. Foi uma boa prova e bom trabalho de todos os rapazes. O carro esteve bem ao longo de todo o fim-de-semana. Há algumas coisas que temos que melhorar, mas hoje fomos os melhores dos outros. Mostrámos que, quando tudo está bem com o carro, somos fortes. É a experiência de termos tudo a funcionar dentro da janela que por vezes nos falta. Esta foi apenas a nossa trigésima corrida, não podemos ter tudo. Estou ansioso pela próxima corrida. Silverstone será divertido”.

Kevin Magnussen (#20)
“É duro quando estas coisas acontecem. Estamos numa boa posição, o carro estava a funcionar bem, e foi o nosso fim-de-semana mais forte com mais potencial de termos um bom resultado com ambos os carros. Poderia estar facilmente com o Romain e poderíamos ter tido um bom resultado para equipa. Foi um fim-de-semana com pouca sorte. Espero que possamos manter a nossa boa forma e ter outras corridas como esta, em que podemos ter bons resultados – como deveríamos ter tido hoje. Há apenas alguns dias entre hoje e a próxima prova, espero que possamos voltar a estar bem”.

Guenther Steiner (Team Principal)
“Altos e baixos. O positivo é que mostrámos um bom ritmo com o carro e tivemos uma boa corrida. Infelizmente, o Kevin teve um problema hidráulico. Temos que ver o que se passou, mas estávamos a dar o máximo. Mais uma vez estávamos com possibilidade de ter dois carros nos pontos, mas chegaremos lá. Foi fantástico da parte do Romain – pilotou calmamente, realizou uma corrida sólida e foi o nosso melhor resultado do ano. Teremos alguns altos e baixos, mas vamos tirar partido do que temos e continuar a lutar pelos pontos”.