GP Abimota 2017: Vicente García de Mateos é o primeiro Camisola Amarela

GP Abimota 2017: Vicente García de Mateos é o primeiro Camisola Amarela

A vitória de Vicente García de Mateos resultou também na conquista da Camisola Amarela, que pretende defender até Águeda, cidade que vai acolher a quarta e última etapa da prova que se disputa este Domingo, dia 18 de Junho

64

Vicente García de Mateos - GP Abimota 2017 - 1ª EtapaVicente García de Mateos, da Louletano/ Hospital de Loulé, venceu ontem, dia de feriado nacional, a 1ª etapa do 38º Grande Prémio ABIMOTA, que ligou Proença-a-Nova a Belmonte, num total de 147,5 km. A vitória do ciclista espanhol resultou também na conquista da Camisola Amarela, que pretende defender até Águeda, cidade que vai acolher a quarta e última etapa da prova que se disputa este Domingo, dia 18 de Junho.

Num dia marcado pelas elevadas temperaturas, e que, para o director da prova, Vital Almeida, terá sido “o único contratempo com que quer os corredores como a organização se depararam”, a festa do ciclismo saiu à rua, para disputar as oito camisolas do Grande Prémio ABIMOTA, que conta este ano 38 edições.

O homem do dia, Vicente de Mateos, a quem o calor não assustou, estava visivelmente satisfeito com o resultado obtido no final da 1ª etapa. Foi sempre na frente do pelotão ao longo de grande parte da corrida, chegando a integrar o grupo de corredores que seguiam na fuga logo desde o início da prova, não mais deixando os corredores da frente, acabando por se destacar e isolar-se após passar Castelo Branco.

“Foi uma etapa muito dura, com subidas, descidas e calor à mistura. Pensava que ganhar seria uma loucura, mas consegui acabar na frente. Vou tentar defender a Camisola Amarela e o tempo que fiz penso que é suficiente para chegar a Águeda com ela vestida e conseguir a vitória final”, referiu o espanhol da Louletano/ Hospital de Loulé, bem confiante.

“Esta vitória foi muito importante tanto para a Louletano/ Hospital de Loulé como para o corredor, por conseguimos ganhar uma margem de tempo suficiente para discutir o 38º Grande Prémio ABIMOTA”, afirma Jorge Piedade, director da equipa.

“Vamos lutar com todas as forças para levar a Camisola Amarela até Águeda. Conheço o potencial do Vicente de Mateos e fazendo uma análise do pelotão, acreditei sempre, naqueles últimos 10 km, que ele podia sair vitorioso”.

De referir que Vicente de Mateos lidera ainda a classificação por pontos, a classificação de montanha e da Camisola Bolinhas – Meta Bolinhas. Nas restantes classificações, as Metas Volantes foram conquistadas por Daniel Freitas, da W52/ FC Porto e Gaspar Gonçalves (Liberty Seguros/ Carglass), na Classificação Geral Juventude foi o corredor que ficou na frente.

No que diz respeito à classificação colectiva, a Louletano/ Hospital de Loulé está no topo da tabela, seguindo-se a EFAPEL e em terceiro lugar a espanhola E.C.CARTUCHO.ES-MAGRO.

Para o director da prova, o balanço da etapa inaugural “é positivo e desportivamente foi muito bom”. Contudo, o calor causou “estragos na caravana, que teve 21 desistências ao longo da etapa e ao que parece vai manter-se até Domingo, sendo difícil prever o que pode acontecer até lá”.

Hoje, Sexta-feira, o 38º Grande Prémio ABIMOTA continua com a 2ª etapa, que sai de Penamacor (EN 233) às 12.30 horas e chegará ao Sabugal pelas 16 horas. Os corredores das 15 equipas vão pedalar 144,5 km, de novo com temperaturas muito elevadas, o que vai dificultar mais a prestação de cada um.

Durante o percurso, Penamacor, aos 26,3 km, recebe nova passagem para fazer a Meta Autarquias, seguindo viagem a caravana ciclista até à Meta Volante, aos 50,7 km no Casteleiro (Sabugal). A única Meta Montanha vai surgir aos 73,7 km, na Aldeia Histórica de Sortelha. A Aldeia do Soito (Sabugal) é brindada com a Meta Bolinhas, aos 119,5 km e mais à frente vem a Meta, para fechar mais um dia de prova.

Classificações – 1ª Etapa: Proença-a-Nova – Belmonte: 147,5 km

1º Vicente de Mateos (Louletano/ Hospital de Loulé)
2º Filipe Cardoso (Rádio Popular/ Boavista)
3º Frederico Figueiredo (Sporting/ Tavira)
4º Davide de la Fuente (Louletano/ Hospital de Loulé)
5º João Rodrigues (W52/ FC Porto)
6º Rafael Silva (EFAPEL)
7º Luís Mendonça (Louletano/ Hospital de Loulé)
8º César Fonte (LA Alumínios/ Metalusa/ Blackjack)
9º Jesus Del Pino (EFAPEL)
10º Gaspar Gonçalves (Liberty Seguros/ Carglass)