Fórmula E 2016: DS Virgin Racing termina em 3º por equipas

Fórmula E 2016: DS Virgin Racing termina em 3º por equipas

Com a conquista de 4 pole-positions e 4 pódios, a DS Virgin Racing conclui a temporada de 2015/2016 da Fórmula E na 3ª posição do ranking por Equipas.

105

Após dez corridas, disputadas em quatro continentes, com a conquista de quatro pole-positions e igual número de pódios, a DS Virgin Racing conclui a temporada de 2015/2016 do Campeonato FIA de Fórmula E na 3ª posição do ranking por Equipas.

Se o suspense da Final foi um duelo pela volta mais rápida na corrida entre os dois pretendentes ao ceptro, o segundo dia do evento duplo realizado em Battersea Park foi palco de enormes desafios. Começando pela segunda sessão de treinos livres, cancelada devido a um problema na infraestrutura que afectava a recarga dos carros em pista. Quanto ao estado do tempo, permaneceu seco nas Qualificações, sendo que Jean-Éric Vergne e Sam Bird classificaram-se, respectivamente nos 7º e 8º lugares da grelha, atrás de Sébastien Buemi, Nicolas Prost, Lucas di Grassi, Oliver Turvey, Nick Heidfeld e Daniel Abt.

Logo após a extinção dos semáforos de partida, os espectadores assistiram atónitos ao toque entre os dois candidatos ao título, Lucas di Grassi e Sébastien Buemi, na abordagem à terceira volta. Os pilotos que os seguiam aproveitaram para subir na hierarquia, como Sam Bird, que subiu ao 4º lugar, à frente de Jean-Éric Vergne.

O espectáculo continuou no relançamento da corrida, com Sam Bird a atacar a 3ª posição de Daniel Abt, mas o seu DSV-01 começou a andar devagar a 27 voltas do final, para desespero da equipa. “Pessoal, não tenho potência”, anunciou por rádio o britânico ao seu engenheiro de pista. O Safety-Car regressou e Sam Bird foi forçado a abandonar uma corrida que ganhou no ano passado. Os testes revelaram, depois, um problema mecânico no acelerador.

A acção em pista retomou-se com as obrigatórias mudanças de carros. Então 4º classificado, Jean-Éric Vergne aproveitou o excelente trabalho da sua equipa para sair bem na frente de Nick Heidfeld, roubando-lhe o 3º lugar. Defendendo a sua posição de modo brilhante, Jean-Eric Vergne tinha nas mãos um segundo pódio neste fim-de-semana, antes do seu carro também começar a perder ritmo, antes da chegada. Um erro de cálculo da energia necessário custou-lhe, assim, um lugar no pódio, sendo que o piloto francês caiu para um 8º lugar final.

No final de uma campanha de muitos altos e baixos para a DS Virgin Racing, Alex Tai, Director da formação destaca os quatro pódios e as quatro poles, acreditando que o árduo trabalho da equipa não foi em vão.

“O dia não terminou a nosso favor, mas mostrámos nesta temporada que temos dois pilotos fantásticos, rápidos e talentosos. Também gostaria de agradecer à minha equipa de engenheiros e de mecânicos que se mostraram excepcionais na descoberta de como levar este DSV-01 às vitórias. Sabemos que é eficiente, como o provam as nossas quatro poles, mas há que transformá-lo num carro que discuta regularmente as vitórias. Estamos confiantes em alcançar isso no próximo ano”.

Para Sam Bird, o fim de uma temporada de sucesso provou ser amarga para quem se manteve como um dos candidato ao título após o ePrix em Berlim.

“É um decepcionante terminar o ano e é uma pena não ter conseguido manter o 3º lugar nos pilotos. A temporada está agora completa e acho que se nos tivessem dito em Pequim que iríamos terminar o ano no 3º lugar entre as equipas, eu teria assinado por baixo. É um passo em frente relativamente ao ano passado e deveremos fazer ainda mais a partir de agora”.

“É realmente frustrante não ser capaz de chegar ao pódio também hoje”, disse, por seu turno, Jean-Eric Vergne, que aspirava repetir o feito.

“Ataquei forte na segunda parte da corrida, mas infelizmente a equipa calculou mal a quantidade de energia que restava. São coisas que acontecem no desporto automóvel e, apesar de tudo, acho que as minhas últimas prestações foram suficientemente boas”.

Director da DS Performance, Xavier Mestelan Pinon também desenhou um saldo positivo na temporada da equipa.

“Sabemos que podemos fazer melhor, mas também é bom ver o progresso que fizemos. A parceria com a Virgin provou ser eficaz e é preciso entender o que as partes têm para oferecer, de modo a tirar partido do melhor de dois mundos. É hora de olhar para o futuro, para a próxima temporada, que estou desejoso que comece”.

Fundador do Grupo Virgin, Sir Richard Branson chegou cedo a Battersea Park, em Londres, para incentivar a DS Virgin Racing nesta final do Campeonato FIA de Fórmula E.

A 3ª temporada do Campeonato FIA de Fórmula E terá início a 9 de Outubro, em Hong Kong.

Classificações finais da Fórmula E 2016

Pilotos
1 Sébastien BUEMI (Renault eDAMS), 155 pts
2 Lucas DI GRASSI (ABT Schaeffler Audi Sport), 153
3 Nicolas PROST (Renault eDAMS), 115
4 SAM BIRD (DS VIRGIN RACING FORMULA E TEAM), 88
5 Jérôme d’AMBROSIO (Dragon Racing), 83

8 JEAN-ERIC VERGNE (DS VIRGIN RACING FORMULA E TEAM), 56

Equipas
1 Renault e.DAMS, 270 pts
2 ABT Schaeffler Audi Sport, 221
3 DS Virgin Racing Formula E Team, 144