FIM CEV 2016: Oneundret fecha época em Valência com 2017 em mente

FIM CEV 2016: Oneundret fecha época em Valência com 2017 em mente

Com a saída de Hugo Magalhães e Ivo Lopes, a Oneundret conta para as provas de 2017 na Península Ibéria, com Rafid Topan Sucipto e outro piloto a designar.

74

O Circuito Ricardo Tormo em Valência marcou mais uma vez o fecho de temporada no FIM CEV ; à semelhança do que aconteceu em todas as provas do campeonato neste ano de 2016, a equipa lisboeta da Kawasaki Oneundret Racing Team marcou presença com os seus dois pilotos, sendo que o indonésio Rafid Topan Sucipto assumiu a condução da Kawasaki ZX 10R, que levou Tiago Magalhães ao terceiro posto entre os privados na classe Superbike.

Após ter feito a sua estreia com a moto da equipa de Ricardo Duarte na prova de encerramento do CNV 2016 no Estoril, Topan enfrentou pela primeira vez o pelotão maior do FIM CEV, sendo o 12º classificado após as 19 voltas de corrida no traçado espanhol que acolheu na semana anterior o encerramento do campeonato do mundo de MotoGP.

Devido a doença, Ivo Lopes não alinhou na derradeira corrida que realizou com a equipa, fechando assim de forma menos produtiva um ano recheado de sucesso aos comandos da ZX 6R, onde venceu não apenas nas Superstock 600 neste campeonato, mas onde se sagrou igualmente campeão nacional na mesma categoria.

“Foi um final de campeonato inglório para o Ivo, que merecia ter feito esta corrida de fecho de campeonato. No próximo ano ele irá procurar novos desafios e depois da saída do Tiago Magalhães termina um período fantástico para a nossa equipa. Foram dois anos de muito sucesso e temos muito que agradecer a ambos e claro que ao Ivo também que é um piloto fantástico e que certamente irá continuar a discutir vitórias nos próximos anos”, comentou Ricardo Duarte, que pensa já no próximo ano.

“Em 2017 vamos continuar a contar com dois pilotos na nossa equipa e aqui em Valência assinámos com o Rafid para defender as cores da Kawasaki Oneundret Racing Team em 2017, para competir em Portugal e também em Espanha. Estamos ainda a negociar com o segundo piloto da equipa que em breve será anunciado”.

A equipa de Lisboa está assim já com o pensamento na próxima época, onde mais uma vez as provas em Portugal e Espanha irão fazer parte do seu calendário com uma renovada formação de pilotos, que terá como objectivos continuar a discutir as vitórias na península ibérica.