Federação Portuguesa de Surf entrega troféus criativos

Federação Portuguesa de Surf entrega troféus criativos

O primeiro atleta a receber um troféu com cunho de Johny Vieira foi Salvador Couto, que se sagrou campeão nacional de surf na categoria Sub-16.

173

A Federação Portuguesa de Surf lançou o desafio e entrega troféus criativos nas várias modalidades tuteladas. O jovem artista plástico e surfista que desenvolveu o conceito destes troféus utilizou recursos inimagináveis. Na criação dos troféus, Johny Vieira utiliza diferentes materiais.

A Federação Portuguesa de Surf lançou um desafio ao surfista e artista plástico Johny Vieira: desenvolver o conceito dos troféus para premiar as várias categorias do Campeonato Nacional de Surf Esperanças 2016.

O artista plástico, também ele conhecedor da paixão que move os surfistas a encontrarem a melhor onda, aceitou o desafio e, com recursos como o gesso, a cortiça ou até a madeira devolvida pelo mar, criou os troféus que foram entregues ontem, no Cantinho do Baleal, em Peniche, aos vencedores do Campeonato Nacional promovido pela Federação Portuguesa de Surf.

“Embora o processo de elaboração tenha sido semelhante para todos estes troféus, um surfista sabe que cada onda é única, desde a emoção que sente às suas cores e formas. Foi o que tentei fazer, tornar estes troféus únicos”, explica o jovem artista.

O primeiro atleta a receber um troféu com cunho de Johny Vieira foi Salvador Couto, que se sagrou campeão nacional de surf na categoria sub16. O seu troféu tinha uma onde desenhada de cortiça, a qual o atleta referiu que ‘vale ouro’.

O próximo troféu será entregue na modalidade SUP Wave, na final do campeonato que será disputado no dia 27 de Agosto.