FC Porto vence Rio Ave por 3-1 e continua na perseguição ao...

FC Porto vence Rio Ave por 3-1 e continua na perseguição ao Benfica

23

O FC Porto venceu, este Sábado, na deslocação ao campo do Rio Ave, por 3-1, em encontro a contar para a 28ª Jornada da Liga NOS, disputado no Estádio dos Arcos, em Vila do Conde.

Sabendo que o Benfica tinha triunfado nesta ronda, os portistas entraram em campo dispostos a vencer e a somar os 3 pontos para continuar na perseguição aos comandados de Jorge Jesus.

No entanto, o primeiro lance de perigo pertenceu ao Rio Ave e a William Jebor (a grande surpresa do “onze” de Pedro Martins), que poderia ter feito melhor se não tivesse sido carregado por Ivan Marcano.

O jogador vilacondense ficou a reclamar uma grande penalidade, mas o árbitro mandou seguir, não assinalando qualquer tipo de falta; quanto a nós, consideramos que a falta existe e é evidente, mas em relação ao penalty, já temos imensas dúvidas, pois a falta é mesmo à entrada da área, não dando para perceber se é cometida antes do risco (e aí daria direito a um livre directo) ou em cima do risco (e aí teria que ser assinalada uma grande penalidade).

Este lance não assustou o FC Porto que introduziu a bola na baliza do Rio Ave quando o marcador assinalava o 9º minuto, o que não espantou ninguém, pois o domínio “azul-e-branco” começava a acentuar-se; o que se passou logo a seguir, é que deixou todos de “boca aberta”, inclusive Yacime Brahimi, que tinha colocado o esférico no fundo das redes.

O árbitro anulou o lance, por considerar que o médio argelino estava em posição irregular (fora-de-jogo) na altura do remate; no entanto, nem foi preciso recorrer às imagens em câmara lenta para perceber que o árbitro errou ao não validar o golo do FC Porto, pois o jogador estava claramente em posição, tendo entre ele e a linha de fundo, dois atletas do Rio Ave.

Com o marcador ainda em branco, a formação nortenha continuou a dominar e chegou ao primeiro golo válido à passagem do 25º minuto, por intermédio de Ricardo Quaresma, na conversão de uma grande penalidade, que pura e simplesmente não existe.

O erro do árbitro até é duplo, pois não assinala um fora-de-jogo a Danilo, que recebe a bola em posição irregular; depois o jogador vem para trás, entra dentro da grande área e cai estatelado no relvado, levando o árbitro a assinalar o castigo máximo.

Estando em vantagem, justa diga-se de passagem, o FC Porto continuou à procura do golo da tranquilidade e consegue-o em cima do intervalo, por intermédio de Danilo, que fez uma bela exibição.

Ao intervalo, o 2-0 era demasiado pesado para o Rio Ave, que prometia mais e melhor, apesar de não poder contar com Marcelo, Hassan (os dois lesionados) e Tiago Pinto (castigado).

Na segunda metade, o domínio do FC Porto continuou, mas a resposta vilacondense foi muito boa, mais forte e concreta, deixando Pedro Martins bastante calmo e tranquilo.

Aos poucos, o Rio Ave foi equilibrando os acontecimentos e deixou Julen Lopetegui assustado, quando marcou o 1-2, por intermédio de Tarantini, após uma bela jogada de ataque do conjunto “verde-e-branco”.

Ainda faltava cerca de 20 minutos para terminar o encontro, e o FC Porto não podia pensar no jogo de 4ª Feira (com os alemães do Bayern Munique, a contar para a Liga dos Campeões), pois arriscava-se a sofrer o golo do empate, resultado que não interessava nada aos comandados do técnico espanhol.

No entanto, Hernâni numa das suas arrancadas tão características, resolveu a questão com um excelente golo, aos 83 minutos, deixando desolados os imensos apoiantes do Rio Ave sentados nas bancadas do anfiteatro vilacondense.

Com este resultado, o FC Porto continua na perseguição ao líder Benfica, com menos 3 pontos, enquanto o Rio Ave atrasa-se na luta por um lugar na Liga Europa, ficando agora a 6 pontos do V. Guimarães, equipa que ocupa o último lugar dos que dão acesso às provas europeias da próxima temporada.

Golos

0-1 Ricardo Quaresma (25 minutos)
0-2 Danilo (45 minutos)
1-2 Tarantini (70 minutos)
1-3 Hernâni (83 minutos)

MVP da partida: Danilo (FC Porto)

Jornalista: João Miguel Pereira