FC Porto vence Estoril por 2-0 e regressa à liderança da Liga...

FC Porto vence Estoril por 2-0 e regressa à liderança da Liga NOS

28

O FC Porto venceu, este Sábado, o Estoril-Praia, por 2-0, em encontro a contar para a 3ª Jornada da Liga NOS 2015/2016, disputado no Estádio do Dragão, na cidade invicta.

Depois de um deslize na visita ao terreno do Marítimo (empate a um golo), o FC Porto precisava de uma vitória para não se atrasar mais na luta pelo título, pois apesar dos desaires Benfica e Sporting estão muito fortes.

Sem Aly Cissokho, por opção, e com José Angel no banco de suplentes, o luso-holandês Bruno Martins Indi foi chamado a ocupar o lugar de defesa-esquerdo, que ficou “órfão” de Alex Sandro, que se transferiu para a Juventus.

No entanto, esta alteração não se fez sentir na dinâmica habitual da equipa, que dominou os primeiros 10 minutos do encontro, para natural satisfação do técnico Julen Lopetegui.

O domínio ficou materializado com um excelente golo de Aboubakar, depois de um óptimo trabalho de Yacine Brahimi, numa jogada que começou nos pés de Maxi Pereira, um dos mais aplaudidos no Estádio do Dragão.

A partir do 10º minuto e de forma inexplicável, o FC Porto baixou o ritmo e entregou as despesas do encontro ao Estoril, que não soube aproveitar as oportunidade que teve até ao intervalo.

Ao intervalo, o “tribunal do Dragão” prenunciou-se e a decisão não foi favorável a Julen Lopetegui e seus pares, que foram “brindados” com uma violenta assobiadela e um ou outro lenço branco.

Na segunda metade, a produção do FC Porto ainda foi pior e não fosse a fraca pontaria dos jogadores estorilistas (que já se tinha feito notar no Estádio da Luz), a história deste encontro poderia ter sido outra.

Bruno César e Gerso tiveram oportunidade de escrever uma página bonita do anuário do Estoril, mas quem acabou por ser decisivo no encontro foi Maicon, que aos 62 minutos apontou um livre directo e fez o 2-0, acabando com alguma tensão que já se vivia nas bancadas.

Neste lance, o guarda-redes estorilista podia ter feito mais, mas parece-nos que a bola sofreu um pequeno desvio na barreira da equipa lisboeta e enganou Pawel Kieszek.

Até ao fim, o FC Porto foi mais forte (o Estoril desistiu de procurar outro resultado) e Dani Osvaldo teve oportunidade para aumentar o resultado, que não viria a sofrer alterações.

Vitória clara e justa do FC Porto, mas nota-se que ainda há muito trabalho a fazer, especialmente no sector defensivo, que precisa imediatamente de reforços, pois Casillas não vai chegar para todas as encomendas.

Com este resultado, os “azuis-e-brancos” lideram a competição, com 7 pontos, mais 1 que Arouca e Benfica, embora os arouquenses tenham menos 1 jogo, enquanto o Estoril fica no meio da tabela, com 3 pontos, fruto da vitória obtida na ronda anterior frente ao Moreirense.